MENU

'Minha expressão é de saudade', diz funcionário da fábrica de José Alencar

'Minha expressão é de saudade', diz funcionário da fábrica de José Alencar

Atualizado: Quarta-feira, 30 Março de 2011 as 9:43

Funcionários do grupo de fábricas de tecido criadas por José Alencar em Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, lamentam a morte do mineiro que chegou à vice-presidência da República. A empresa é considerada como uma das maiores realizações profissionais de Alencar. O ex-vice presidente fundou o Coteminas em 1967 e a empresa se tornou uma das maiores do setor no pais, com atuação em outros três estados e na América Latina. Na cidade de Montes Claros, a empresa possui quatro unidades, com cerca de 2.500 funcionários.

Na matriz, os funcionários mostraram admiração pelo mineiro que chegou à vice-presidência. “Você está vendo a minha expressão de saudade e esta é a expressão de todo mundo. Ele conviveu com a gente muito abertamente, desde o início”, diz Orlando de Campos, funcionário antigo da empresa.

Pedro Raimundo, que também trabalha para o grupo, diz que admira a trajetória do ex-vice presidente. “José Alencar foi um guerreiro, né. Tanto no trabalho, na vida profissional, como agora nesta fase difícil que ele passou”.     Alencar esteve várias vezes em Montes Claros, nos últimos anos. Em 2005, ele participou do lançamento do programa Farmácia Popular. Em abril de 2009, retornou à cidade para inauguração da usina de biodiesel da Petrobras e foi um dos homenageados nas comemorações dos 50 anos da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), em Minas.

Para quem conheceu José Alencar, fica a saudade e o exemplo de determinação. “Muita luta, muita dignidade, uma amizade com todo mundo, o que é muito difícil”, diz o funcionário Orlando de Campos.      

veja também