MENU

Ministério da Defesa diz que técnicos avaliam conclusões da compra de caças

Ministério da Defesa diz que técnicos avaliam conclusões da compra de caças

Atualizado: Sexta-feira, 5 Fevereiro de 2010 as 12

O Ministério da Defesa informou nesta quinta-feira que está analisando as conclusões da comissão militar responsável por avaliar as propostas apresentadas pelas três empresas que participam da concorrência para a compra de 36 aviões de combate para a Força Aérea Brasileira (FAB).

Em nota, o ministério disse que recebeu o relatório técnico da Aeronáutica há quase um mês, no dia 6 de janeiro, e que, desde então, técnicos do ministério vem avaliando as conclusões da comissão. Após a análise, o ministério da Defesa irá submeter suas conclusões ao Conselho de Defesa e ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem caberá a decisão final.

O ministério destacou que a escolha final envolve a análise do pacote tecnológico ofertado pelas empresas concorrentes, e não apenas o preço das aeronaves. E reafirma que a decisão final levará em conta também os aspectos políticos, estratégicos e financeiros envolvidos na negociação.

Esta manhã, tanto Lula, quanto o ministro da Defesa, Nelson Jobim, negaram que o governo já tenha escolhido a empresa vencedora da concorrência.

Três empresas disputam a preferência do governo brasileiro: a sueca Saab, fabricante dos modelos Gripen NG; a norte-americana Boeing, do F-18 Super Hornet e a francesa Dassault, construtora do caça Rafale, pelo qual o próprio Jobim, já manifestou certa predileção.

As propostas apresentadas estão sendo avaliadas em cinco áreas prioritárias: transferência de tecnologia; domínio brasileiro do sistema de armas oferecido; acordos de compensação; participação da indústria nacional e aspectos operacionais e comercial. O domínio do sistema de armas irá garantir que o Brasil use, sem qualquer restrição, os armamentos próprios, já existentes ou a serem desenvolvidos.

veja também