MENU

Ministério do Meio Ambiente é radicalmente contra animais em circos, diz assessor

Ministério do Meio Ambiente é radicalmente contra animais em circos, diz assessor

Atualizado: Quarta-feira, 5 Novembro de 2008 as 12

O assessor do Ministério do Meio Ambiente José Maurício Padroni afirmou hoje, 4 de novembro,que a pasta é radicalmente contra a exposição de animais em circos.

A declaração foi feita após encontro com representantes de diversas entidades e de organizações não-governamentais, que entregaram a Padroni o vídeo Stop Circus Suffering, com imagens de maus-tratos a animais usados em apresentações circenses no Brasil e em outros países.

"Nós não precisamos ser convencidos de que isso é ruim, porque já sabemos. Apoiamos essa causa e estamos fazendo esforços para convencer os outros ministérios também", disse o assessor.

O material faz parte da campanha internacional que defende o fim do uso de animais em circos no Brasil. As entidades que apóiam a iniciativa pedem a aprovação do Projeto de Lei nº 7291/06, que prevê a proibição de circos com animais em todo o território nacional.

Produzido pela ONG Animal Defenders International, o vídeo também foi entregue a representantes do Ministério da Cultura. Segundo a representante da ONG World Society for the Protection of Animals Ana Junqueira, maus-tratos não se limitam a atos voluntários de ferimento e mutilação.

"É preciso lembrar que a própria situação em que os animais se encontram, como confinamento e transporte constantes, também configura maus-tratos".

A presidente da Aliança Internacional do Animal, Ila Franco, reforçou que a campanha não é contra os circos. "De forma alguma queremos o fim da cultura circense em nosso país, isso deve continuar. Já há circos sem animais, como é o caso do Circo de Moscou, que é um sucesso."

Também fazem parte do grupo que entregou o vídeo ao governo federal as entidades Associação Protetora dos Animais do Distrito Federal (ProAnima), Fórum de Proteção Animal e Projeto Proteção dos Grandes Animais.

Postado por: Claudia Moraes

veja também