MENU

Ministério Público investiga GCM por maus-tratos a moradores de rua

Ministério Público investiga GCM por maus-tratos a moradores de rua

Atualizado: Quinta-feira, 15 Abril de 2010 as 12

O Ministério Público abriu cinco inquéritos nos últimos três anos com denúncias de maus-tratos a moradores de rua. Agora, um novo processo vai investigar a conduta da Guarda Civil Metropolitana.

Um homem que mora na rua, perto do Viaduto do Glicério, no Centro de São Paulo diz que já foi vítima de ações violentas da polícia e da Guarda Civil Metropolitana.

O coordenador da Associação Rede Rua conta que este não é um caso isolado. Segundo ele, os GCMs têm abordado os sem-teto de forma inadequeda e há pelo menos 30 denúcias de abuso.

Desde 1º de abril, um decreto publicado no Diário Oficial determina que é competência da GCM diminuir e evitar a presença de pessoas em situação de risco nas vias e áreas públicas da cidade.

Para o secretário de Segurança Urbana, o objetivo é evitar que moradores de rua circulem - principalmente - nas regiões mais movimentadas e fazer com que essas pessoas procurem ajuda. Ele diz que os GCMs foram treinados para o trabalho.

O promotor de Direitos Humanos não acha correta a abordagem policial com moradores de rua. A Câmara Municipal de São Paulo vai instalar nesta quinta-feira (15) a Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas em Situação de Rua.

Os vereadores querem avaliar o fechamento dos albergues, a transferências de vagas para bairros afastados do centro e as denúncias feitas pelos movimentos sociais.

veja também