MENU

Ministro diz que motoristas só começaram a usar cadeirinha ?depois que doeu no bolso?

Ministro diz que motoristas só começaram a usar cadeirinha ?depois que doeu no bolso?

Atualizado: Quarta-feira, 29 Setembro de 2010 as 3:35

O ministro das Cidades, Marcio Fortes, criticou hoje (29) a suspensão de multas para o transporte de crianças em carros sem dispositivos de segurança (bebê-conforto, cadeirinhas e assentos de elevação) em Salvador. Ele lembrou que houve um período de dois anos para adaptação à lei, mas que a preocupação com o dispositivo só surgiu agora, quando a fiscalização começou a valer. “Enquanto não doeu no bolso, as pessoas não compraram. A partir do momento em que surgiu a fiscalização, todos começaram a comprar”, disse, ao participar de entrevista a emissoras de rádio no programa Bom Dia, Ministro , produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a EBC Serviços .

A Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador) suspendeu a multa para motoristas que transportarem crianças sem o dispositivo de segurança alegando que o produto está em falta nas lojas.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu que crianças menores de 10 anos devem ser transportadas apenas utilizando os dispositivos de segurança adequados – o bebê-conforto para crianças até 1 ano, a cadeirinha para crianças entre 1 e 4 anos ou o assento de elevação para crianças entre 4 e 7 anos.

veja também