Ministro diz que não vai recusar apoio à Dilma

Ministro diz que não vai recusar apoio à Dilma

Atualizado: Terça-feira, 2 Março de 2010 as 12

#r7MainImage {margin:0 10px 10px 0;_margin: 0;width:450px;float:left;} #r7MainImage div.materia_foto.grande {_margin:0 5px 5px 0;} O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, é o ministro do Twitter , m as é também um dos protagonistas do segundo mandato do governo Luiz Inácio Lula da Silva e autoridade próxima à pré-candidata do presidente à sua sucessão: a ministra Dilma Rousseff.

Padilha recebeu o R7 há duas semanas, no ministério das Relações Exteriores, em Brasília, e, apesar de negar ser um braço direito da ministra, está em “todas” com a presidenciável, sendo presença garantida na maioria dos eventos ou viagens da pré-candidata. Para Padilha, a ministra é a pessoa mais preparada para assumir o governo porque nunca “premeditou” nem “trabalhou” para isso, e disse que Dilma é a continuidade do lulismo.

- Não tenho dúvida, a melhor pessoa para representar a continuidade do projeto do presidente Lula é a pessoa que estava em todos os processos decisivos do governo Lula, e a Dilma é a melhor pessoa para representar isso.

À reportagem, ele defendeu os palanques duplos nos Estados.

- Sendo um partido que colabore com o presidente Lula, quer declarar apoio a Dilma, nós vamos aceitar.

Padilha falou ainda sobre as críticas da oposição às viagens de Dilma e dos aliados nas eleições de outubro, e aproveitou para alfinetar os tucanos.

- É natural que ele [ex-presidente Fernando Henrique Cardoso] saia em defesa do governo dele porque parece que ninguém da oposição quer defender o governo dele.

veja também