MENU

Ministro diz que obras em aeroportos e de mobilidade são preocupações para a Copa

Ministro diz que obras em aeroportos e de mobilidade são preocupações para a Copa

Atualizado: Quarta-feira, 14 Outubro de 2009 as 12

Obras em aeroportos e na área de mobilidade urbana são as principais preocupações do governo federal para a Copa do Mundo de 2014. Esse foi o tema que o ministro dos Esportes, Orlando Silva, ressaltou hoje, 14 de outubro, em audiência pública conjunta nas comissões de Fiscalização e Controle, de Desenvolvimento Urbano e de Turismo e Desporto, na Câmara.

Segundo o ministro, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) tem a missão de concluir as obras necessárias nos aeroportos para os jogos da copa de 2014. "Temos uma preocupação com relação aos aeroportos, porque o Brasil é um país continental, em que a circulação se dará principalmente por via aérea."

Segundo ele, R$ 2,5 bilhões em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão sendo destinados a aeroportos nas 12 cidades que receberão os jogos. "Nossa expectativa é de que a Infraero cumpra o cronograma", afirmou.

Ele também disse que o governo já liberou R$ 5 bilhões para as obras de mobilidade urbana nas mesmas cidades. "E há um modelo de financiamento que o [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] BNDES estruturou, que irá oferecer também em torno de R$ 5 bilhões na construção e reforma de arenas", completou Silva. Ele reafirmou, contudo, que há ordem expressa do presidente da República para que não seja utilizada verba do Tesouro Nacional para a construção de estádios.

Há ainda, segundo ele, um projeto de lei sobre temas tributários relacionados à Copa do Mundo, que será enviado ao Congresso até o próximo mês. Um outro projeto também está sendo elaborado para incluir todos os temas relacionados aos jogos, como por exemplo, a emissão de vistos para turistas.

O ministro também afirmou que está confiante quanto ao cumprimento do cronograma de obras, tanto do governo federal, quanto das cidades que sediarão os jogos.

veja também