MENU

Ministro nega ter condenado prisão de ex-líder do MST

Ministro nega ter condenado prisão de ex-líder do MST

Atualizado: Sexta-feira, 17 Junho de 2011 as 3:58

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, divulgou nota na tarde desta sexta-feira (17) afirmando que em nenhum momento condenou o processo de investigação que levou à prisão do líder sem-terra, José Rainha Júnior, e outros militantes de movimentos pela reforma agrária. Eles são acusados de desvio de dinheiro público do programa.

Carvalho reafirmou o conteúdo de suas declarações, feitas na quinta-feira (16), de que as prisões e os fatos que as levaram são negativos para o processo de reforma agrária.

- Inversamente, são positivas para a Reforma Agrária notícias de avanços e resultados profícuos de cooperativas de trabalhadores rurais assentados em diferentes Estados do Brasil.

Segundo Carvalho, alguns colunistas "preferiram divulgar interpretações imputando a mim desejos e intenções que não correspondem à verdade".

"Em nenhum momento pretendi imiscuir-me no processo de investigação que levou às prisões, certamente conduzido na forma da lei, a mesma lei que assegura aos acusados o direito de defesa e os preserva de condenações açodadas, antes do devido processo legal", acrescentou Carvalho na nota divulgada hoje.

veja também