MENU

Mistério cerca estreia de 'Super 8', nova produção de Spielberg

Mistério cerca estreia de 'Super 8', nova produção de Spielberg

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 3:12

Produzido por Steven Spielberg e o mestre da ficção científica J.J. Abrams, "Super 8" chega aos cinemas da América do Norte na sexta-feira (10) mergulhado em tal sigilo que pode se tornar difícil atrair o público, em meio a sequências de filmes de sucesso e super-heróis famosos.

A trama se concentra em um grupo de crianças de uma pequena cidade do Estado de Ohio que passa o verão de 1979 fazendo um filme caseiro, usando o formato 8 mm, popular na época. Elas testemunham um acidente de trem, que desencadeia uma série de desaparecimentos e eventos inexplicáveis.

Abrams, de 44 anos, escreveu o roteiro e dirigiu o filme, enquanto Spielberg o ajudou a dar forma à história. Mas sem nenhum astro e com um trailer que não mostra a criatura de ficção científica que está no âmago da trama, é um mistério o futuro da obra de US$ 50 milhões.

Mas manter intacto esse elemento de mistério é exatamente o que Abrams queria, algo que desagradou aos executivos da Paramount Pictures. "Uma das discussões que tivemos sobre como vender o filme é sobre o quanto contar. O que vamos mostrar?", disse Abrams à Reuters. "Há a sensação de 'bom, se eles não conhecem, então você tem de mostrar tudo para que compreendam antes de vê-lo'."

"Minha impressão é que se você mostra tudo, eles não vão querer ir ver. Por isso há internamente uma batalha", disse ele. Abrams - que revigorou "Guerra nas estrelas" e "Missão impossível" para a Paramount e foi criador de "Lost", sucesso na TV - parece ter tido a palavra final.

O website Deadline Hollywood definiu a campanha de marketing de "Super 8" como um "jogo ousado", uma vez que a estratégia normal dos estúdios de Hollywood é conseguir a maior audiência possível no fim de semana de lançamento dos filmes. O Deadline Hollywood informou esta semana que o interesse dos espectadores pelo lançamento do filme perde em categorias-chave para "Lanterna Verde", da Warner Bros, e "Carros 2", da Disney/Pixar.

A Paramount, como costumam fazer os estúdios, está minimizando essas expectativas. O Hollywood Reporter disse na segunda-feira que o estúdio espera arrecadar de 25 a 30 milhões de dólares nos primeiros três dias em cartaz nos EUA e Canadá. Na semana passada, "X-Men: primeira classe', da 20th Century Fox, arrecadou US$ 56 milhões no lançamento e, em maio, "Piratas do Caribe: Navegando em águas misteriosas", da Disney, entrou em cartaz com mais de US$ 90 milhões em vendas.

Abrams está compreensivelmente um pouco nervoso. "Estrear no verão [na América do Norte] sem um astro, sem uma franquia, não sendo uma sequência ou um filme de comédia, é algo assustador", afirmou. "Os estúdios vendem 'Transformers - O lado oculto da lua' e 'Piratas do Caribe' e qualquer coisa que seja feita com base em algo pré-existente. Sei que certamente é mais fácil vender um filme como 'Guerra nas estrelas' do que 'Super 8'", acrescentou.

As primeiras críticas foram fortemente positivas, com algumas observando que o filme relembra antigos sucessos de Spielberg, como "ET" e "Encontros imediatos de terceiro grau". Mas a revista "New York" disse que "Super 8" era uma homenagem a Spielberg produzida por ele mesmo.

Abrams, que conhece Spielberg há mais de 25 anos, declarou ter buscado dirigir um filme baseado na própria experiência de filmar quando criança e "que certamente tinha por objetivo ser original". Mas ele admitiu ter sido profundamente influenciado pelos primeiros trabalhos de Spielberg. "Havia um amor por parte daqueles garotos, o amor daquela era, certos elementos como crianças em bicicletas BMX em uma pequena cidade e outros elementos de vivências", afirmou.

veja também