MENU

Moradores da Zona Norte de SP estão sem luz há quase 24 horas

Moradores da Zona Norte de SP estão sem luz há quase 24 horas

Atualizado: Terça-feira, 22 Fevereiro de 2011 as 1:19

A chuva que atingiu a capital paulista na tarde de segunda-feira (21) causou transtornos para quem reside na Vila Maria, em Tremembé e Santana, na Zona Norte de São Paulo. Os moradores da região ainda sofriam na manhã desta terça-feira (22) com a falta de luz nos bairros.

“Estamos sem luz desde as 15h de ontem [segunda], antes da chuva que caiu”, relata a aposentada Márcia Alves de Almeida. Ela mora na região do Horto Florestal, na Rua Eugênio da Silva, e tentou entrar em contato com a Eletropaulo durante todo o dia. “Eles me deram dois números de protocolo que não adiantaram para nada.”

Outro incômodo que a falta de luz causa é na hora do banho. “Tive que tomar banho de caneca e não sei que horas vou poder usar meu chuveiro”, comenta Márcia. A comida do freezer também estragou. “Eles vão dar desconto? Vão ressarcir a comida estragada?”, protesta.  

A aposentada conta também que a Eletropaulo não deu nenhum retorno de quando a luz voltaria. “Eu liguei às 2h para eles e eles disseram que voltaria às 4h30. Retornei novamente e nada.”

Reclamação

Em Santana, os moradores também enfrentaram a falta de energia durante a madrugada. Desde as 9h desta terça-feira, a luz voltou em algumas ruas. Contudo, a população não está satisfeita com o trabalho da empresa.

“Estamos a dois dias seguidos sem luz. Era 1h30 e a gente tentando ligar para eles e nada”, reclama Haydee Guimarães Silva, aposentada e moradora da Rua Alfredo Zunkeller. Ela conta que a luz voltou em alguns locais durante a madrugada, mas, na casa dela, só às 8h30 desta terça-feira. “Se continuar assim, preciso comprar um gerador.”

A preocupação dela também é com a comida. “Fazemos compras e a comida estraga. Quem vai pagar para a gente? Eles vão descontar isso na conta?”. Ela precisou desligar todos os eletrodomésticos para não correr o risco de queimar.

O comércio também sofreu com a luz. A cabeleireira Sonia Maria Ferraz de Paiva diz que a luz só voltou na manhã desta terça na Rua Judith Zumkeller. “O mercadinho em frente ao salão também precisou ficar fechado, não dava para trabalhar.”

Eletropaulo

A assessoria de imprensa da Eletropaulo afirmou, por volta das 11h desta terça, que o serviço havia sido restabelecido em 90% das regiões da cidade de São Paulo afetadas pelas chuvas da segunda-feira (21). Trechos dos bairros de Jardim Glória, Vila Maria, Santana e Tremembé, porém, continuavam com falta de luz. O bairro do Horto Florestal não constava na relação dos locais afetados pela chuva e a empresa disse que iria verificar o que aconteceu na região.

De acordo com a companhia, não é possível estabelecer uma previsão para o sistema ser totalmente normalizado, porque as equipes estão dependendo do trabalho de remoção das árvores caídas que tenham danificado fiações, que é feito pela Defesa Civil.

O diretor de operações da Eletropaulo, Sidney Simonaggio, comentou a dificuldade de alguns moradores em falar com a empresa. “O que acontece em evento anormal de chuva é que qualquer call center fica lotado. Mas, preocupado com o atendimento, criamos canais diferenciados. Temos o SMS. Pode escrever um torpedo para 27373 e a palavra luz. Escreve o número da instalação de sua casa e recebe um torpedo com o prazo de retorno. E há também o site [da empresa]”, disse.

Chuva forte na região

A região Norte sofreu muito com a chuva desta segunda-feira (21). O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, registrou 63 mm de chuva em Santana e 55 mm em Jaçanã/Tremembé. A média na cidade ficou em 21,4 mm. A velocidade dos ventos alcançou 95,7 km/h às 15h desta segunda no Mirante de Santana.    

veja também