MENU

Moradores das zonas Leste e Sul sofrem com falta de água em SP

Moradores das zonas Leste e Sul sofrem com falta de água em SP

Atualizado: Quarta-feira, 2 Fevereiro de 2011 as 2:38

Moradores de bairros das zonas Leste e Sul de São Paulo estão há mais de três dias sem água por causa de manutenções na rede de distribuição. Na tarde desta quarta-feira (2), a situação era pior na região de Itaquera.

Segundo a dona de casa Monica Vieira do Nascimento, de 34 anos, os mercados próximos à rua onde vive, no Parque Guarani, na região Leste, não têm mais água para vender. “Não tem água nem para beber”, disse.     “Sem a água, também não dá para fazer comida”, disse. A mulher acrescentou que para alimentar as filhas de 2 e 12 anos fez, na manhã desta quarta, uma vitamina de abacate.

Nos últimos três dias, moradores da região ligaram constantemente para a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para reclamar sobre o problema no fornecimento. Segundo residentes ouvidos pelo G1 , a resposta era sempre a mesma. “Diziam que voltaria no mesmo dia. Mas nada mudou”, afirmou o estudante Vinícius Dias, de 18 anos.

Procurada, a Sabesp informou, por meio de nota, que o serviço foi interrompido devido a “uma manutenção emergencial para reparo de um vazamento em uma rede de distribuição de água na esquina da Avenida Pires do Rio com a Rua Lagoa Salgada”. Ainda segundo a companhia, o serviço foi concluído nesta quarta e o abastecimento será retomado na madrugada de quinta.

Banho

Por causa da falta de água, moradores têm de improvisar para tomar banho e cozinhar alimentos. Alguns, como a dona de casa Monica, contaram com a ajuda de parentes. “Minha irmã levou minhas filhas para a casa dela, para que tomassem banho e comessem ontem [terça].”

Quem não pode contar com a ajuda de familiares precisa ir a mercados mais distantes, onde há garrafas de água à venda. “Compramos um galão e estamos nos virando nesses dias. Usamos essa água para tudo”, afirmou o estudante Dias.

Zona Sul

Apesar de não estar tão afetado como a região de Itaquera, o bairro Novo Oriente, na Zona Sul, enfrenta problemas no fornecimento. Moradora da Rua James Ensor, a auxiliar de gerência Tânia Aparecida Duarte, de 40 anos, diz que desde novembro de 2010 enfrenta problemas constantes.

“Em dezembro, cheguei a ficar uma semana sem fornecimento”, disse. Sua casa fica em uma área muito alta e não há pressão suficiente para que a água chegue até o reservatório. Procurada, a Sabesp informou que irá verificar o que ocorreu na região.    

veja também