MENU

Moradores de áreas de risco vão para abrigos públicos no litoral do Paraná

Moradores de áreas de risco vão para abrigos públicos no litoral do Paraná

Atualizado: Sexta-feira, 18 Março de 2011 as 2:27

O abrigo público de Morretes, no litoral do Paraná, recebeu 44 moradores que foram retirados do distrito de Pindaúva, na tarde desta quinta-feira (17). Segundo informações da Defesa Civil do Paraná, as 60 pessoas que antes estavam no abrigo (de acordo com relatório das 18h de quinta, 17) voltaram a casa delas e, agora, estas 44 pessoas estão alojadas em uma escola da cidade.

A região de Pindaúva foi desocupada em virtude uma rachadura no solo e a ameaça do morro desabar. As chuvas que atingem o litoral paranaense deixaram mais de 16 mil pessoas fora de casa.

Em Antonina, também no litoral do estado, 54 pessoas “deixaram a casa de parentes e amigos e procuraram o abrigo público”, disse o Aspirante Nunes, da Defesa Civil, ao G1. Segundo o boletim da Defesa Civil do estado, divulgado às 9h desta sexta-feira (18), o número de moradores que estão na igreja e na escola de Antonina, abrigados temporariamente, subiu de 267 para 321.

Nas três cidades (Morretes, Antonina e Paranaguá), 499 pessoas estão nos abrigos. Até o fim da tarde desta quinta-feira (17), eram 461.      

veja também