MENU

Moradores reclamam de despejo de entulho em lotes de Belo Horizonte

Moradores reclamam de despejo de entulho em lotes de Belo Horizonte

Atualizado: Quarta-feira, 26 Janeiro de 2005 as 12

Desrespeito à lei e falta de educação estão transformando ruas de Belo Horizonte em bota-foras clandestinos. Lotes e calçadas foram tomados por lixo e entulho de construções.

Azulejo, pneu de bicicleta e até cachorro morto foram encontrados em um lote da prefeitura na região do Barreiro. A regional informou que a limpeza é feita a cada 15 dias, mas moradores denunciam que pessoas de outros bairros despejam lixos no local. "São carros, carroças. Um certo dia, à noite, uma caçamba veio e soltou tudo aqui", diz o comerciante Dilson Miranda.

Diante das reclamações, a regional disse que o terreno será cercado.

Outro lote particular, no bairro Santa Lúcia, está cheio de entulho da construção civil. A decoradora Leila Machado afirma que os caminhões jogam os restos até "no meio da rua".

Todos os meses, cerca de 2.200 toneladas de entulho são recolhidas de bota-foras clandestinos. É o equivalente a mais de 400 caçambas lotadas de lixo.

A capital mineira tem 32 unidades de recolhimento de entulho que recebem material de qualquer pessoa, sem custo.

Segundo a prefeitura, quem é flagrado jogando lixo em terrenos vagos e proprietários de lotes que não cumprem as determinações de fechamento e limpeza podem ser multados. Para reclamações ou informações, o telefone é 156.

 

veja também