Moradores reclamam de violência em bairro onde ex-árbitro foi baleado

Moradores reclamam de violência em bairro onde ex-árbitro foi baleado

Atualizado: Quinta-feira, 17 Fevereiro de 2011 as 2:10

Um dia após a tentativa de roubo que deixou gravemente ferido o ex-árbitro e jornalista Oscar Roberto Godói, na Rua Diana, em Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo, moradores reclamaram da falta de segurança na região. Godói foi abordado por um criminoso quando chegava para jantar na casa de um amigo, na noite de terça-feira (16). Houve briga com o homem e o ex-árbitro acabou atingido por dois tiros.

O professor de educação física Marcelo Fernandes de Carvalho, de 35 anos, que mora no prédio vizinho do local onde o criminoso disparou contra Godói, disse nesta quinta-feira (17) ser comum ouvir relatos de vítimas de violência. “Tem se tornado muito comum roubo de carros nessa região. A gente também ouve muitas histórias de sequestros relâmpagos e assaltos”, afirmou. O carro dele já foi furtado e a mulher do professor, assaltada na região da Avenida Sumaré.     A dona de casa Maria do Socorro Gonçalves, de 40 anos, que mora há dez anos no bairro, também disse ter notado a diferença. “Nós nunca tivemos problemas. Antes era mais tranquilo."

A dona de casa Janete Esperandio Scordamaglio, de 73 anos, que mora há 12 anos no bairro, afirmou que houve aumento de crimes. “Eles roubam carros direto por aqui. Eu estou ficando com medo. Normalmente, eu entro pela garagem para evitar as escadas, mas acho que vou voltar subir bem devagarinho por elas”, afirmou. Ela ouviu os tiros que atingiram o ex-árbitro.     Já a dona de casa que se identificou apenas como Cida disse que mora há 30 anos em Perdizes. “Na minha opinião, o bairro ainda é tranquilo”, afirmou enquanto deixava o edifício onde mora.

Procurada pela equipe de reportagem para comentar os casos de assaltos e roubos de carros na região de Perdizes e fornecer dados, a Secretaria de Segurança Pública não se posicionou até as 11h30.

Questionado se a região tem muitos casos de roubos de carros, o delegado Marco Aurélio Batista, titular do 23° Distrito Policial, em Perdizes, afirmou que ela não é um “celeiro” desse tipo de crime. “Roubo de carro tem em todo lugar. Aqui não é um celeiro que tem maior índice criminal de roubo de carro. Aqui tem pessoas mais abonadas, é um bairro nobre e, por consequência, isso chama atenção dos criminosos”, afirmou o delegado.    

veja também