MENU

Morre 34ª vítima de acidente trágico na BR-116, diz hospital na BA

Morre 34ª vítima de acidente trágico na BR-116, diz hospital na BA

Atualizado: Terça-feira, 6 Dezembro de 2011 as 9:14

Tragédia aconteceu na madrugada de sábado (3)

(Foto: Zenildo Meira/Agência A Tarde/AE) Morreu a 34ª  vítima da tragédia na BR-116, na Bahia, segundo informações do setor de Assistência Social do Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, onde o paciente estava internado desde o sábado (3), após acidente que envolveu um ônibus, uma carreta e um caminhão próximo à cidade de Milagres, sudoeste do estado. A unidade de saúde já havia informado que o rapaz de 21 anos apresentava morte encefálica, mas aguardava evolução do quadro para confirmar a morte.

Cinco trabalhadores rurais ainda estão internados em Jequié – um deles já recebeu alta médica, mas permanece na unidade de saúde na manhã desta terça-feira (6). De acordo com informações do hospital, ele deve aguardar a liberação da transferência dos outros quatro para viajar no mesmo avião em direção a Pernambuco, onde moram. Uma equipe de saúde pernambucana, formada por enfermeiros e assistente social, está no hospital desde o domingo (4) acompanhando a situação dos feridos. Trinta e três pessoas - um deles o motorista do ônibus - morreram no km 583 da BR-116, região conhecida como "Serra do 100". De acordo com as informações da PRF de Milagres, o local é uma ladeira. No trecho, a estrada é composta por três pistas, duas utilizadas para subida e uma usada para descida.

Investigação policial

A delegada que ouviu os motoristas da carreta e do caminhão envolvidos deve indiciar o condutor da carreta por homicídio doloso , quando há intenção de matar. "Ao andar na contramão ele assume a responsabilidade pelos acidentes que pode causar, é o chamado 'dolo eventual'", explica Maria do Socorro Damasio, que ouviu os dois motoristas na tarde de segunda-feira (5). O inquérito deve ser entregue pela delegada à Justiça até o próximo dia 3 de janeiro.

A colisão envolveu o ônibus, que transportava trabalhadores do corte de cana , um caminhão e uma carreta. Os trabalhadores seguiam da cidade de Jateí, em Mato Grosso do Sul, para Pedra e Buíque, no Agreste de Pernambuco.          

veja também