MENU

Morre embaixador Saraiva Guerreiro, chanceler no governo Geisel

Morre embaixador Saraiva Guerreiro, chanceler no governo Geisel

Atualizado: Quinta-feira, 20 Janeiro de 2011 as 10:30

Ministro das Relações Exteriores do governo do presidente Ernesto Geisel (1974-1978), durante o regime militar, o embaixador Ramiro Saraiva Guerreiro morreu nesta quarta-feira (20), informou o Itamaraty.

Nem o Itamaraty nem a assessoria do Palácio do Planalto souberam informar a causa da morte.

Na tarde desta quarta, a presidente Dilma Rousseff, divulgou uma nota oficial lamentando a morte do ex-chanceler. Na nota, Dilma diz que Guerreiro foi um “exemplar defensor da diplomacia multilateral”.

“Nas funções de Secretário-Geral do Itamaraty, de Ministro das Relações Exteriores e de negociador da dívida externa brasileira, o embaixador Guerreiro foi exemplar defensor da diplomacia multilateral, das relações com os países do sul e dos fundamentos da política externa independente do Brasil”, disse a presidente, na nota.

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, também lamentou, por meio de nota, a morte do embaixador.

"Foi com profundo pesar que o Itamaraty – e eu pessoalmente – recebemos a notícia do falecimento do Embaixador Ramiro Saraiva Guerreiro, que chefiou o Ministério das Relações Exteriores em momento de intensa transformação do Brasil e de importantes desafios para nossa política externa. O exemplo de profissionalismo e as realizações de Saraiva Guerreiro permanecem como fonte de inspiração diária para o trabalho de todos os funcionários do Itamaraty”, disse o ministro

veja também