Mostra de Cinema de SP é encerrada hoje com premiação

Mostra de Cinema de SP é encerrada hoje com premiação

Atualizado: Quinta-feira, 4 Novembro de 2010 as 1:39

A partir de amanhã, o corre-corre de cinéfilos que, nas últimas duas semanas, marcou a paisagem da região da avenida Paulista, será aplacado. É que chega ao fim, na noite de hoje, a maratona que colocou cerca de 400 filmes nas telas da cidade.

Na cerimônia de encerramento, na Cinemateca, serão conhecidos os vencedores do troféu Bandeira Paulista. Depois da premiação, será exibido o comentadíssimo "Rede Social", de David Fincher.

O prêmio toma como ponto de partida a votação do próprio público, que dá notas para os filmes ao fim de cada sessão. De uma lista de 12 ficções e sete documentários, sairão os vencedores das categorias melhor filme, direção, ator, documentário e menção honrosa.

A escolha ficou a cargo de um júri que, neste ano, está particularmente forte, com nomes que vão do cineasta Alan Parker aos críticos Carlo di Carlo e Michel Ciment.

Dentre as ficções, um só brasileiro que é, na verdade, meio brasileiro, meio dinamarquês, apareceu na lista. Trata-se de "Rosa Morena", dirigido pelo capixaba Carlos Oliveira que, há dez anos, vive em Copenhague.

Estreia de Oliveira no longa-metragem, "Rosa Morena" conta a história de um dinamarquês gay que vem ao Brasil adotar uma criança.

O papel principal coube a Anders Berthelsen, que Oliveira define como um Antônio Fagundes da Dinamarca. Ele já foi visto pelo público brasileiro em filmes como "Mifune" e "Italiano para Principiantes".

"Meu grande medo era o filme ser visto como mais um filme estrangeiro sobre o Brasil", diz Oliveira. A votação do público indica que isso não aconteceu.

Entre os documentários, há dois nacionais: "Camponeses do Araguaia" e "O Samba que Mora em Mim".

Por: Ana Paula Sousa

veja também