MENU

Motorista de jipe será indiciada por homicídio doloso

Motorista de jipe será indiciada por homicídio doloso

Atualizado: Sexta-feira, 29 Julho de 2011 as 8:46

A nutricionista Gabriela Guerrero Pereira, que atropelou e matou o administrador de empresas Vítor Gurman, na Vila Madalena, Zona Oeste de São Paulo, será indiciada por homicídio doloso. Segundo a Polícia Civil, ela dirigia em alta velocidade e assumiu o risco de matar.

O jovem foi atropelado no sábado (23) , quando estava na calçada, na Rua Natingui. Em coma desde o dia do acidente, Gurman morreu na noite desta quinta-feira (28) , segundo a assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas. A morte foi constatada pelos médicos às 19h30.     O atropelamento

O administrador de empresas Vítor Gurman, de 24 anos, voltava a pé para casa após sair de um jantar no sábado. O carro que o atropelou foi um jipe blindado, que, segundo o boletim de ocorrência, era dirigido pela nutricionista Gabriela Guerrero Pereira, de 28 anos.  Ao lado dela, estava o namorado, Roberto de Souza Lima, de 34 anos, que se feriu. A jovem saiu ilesa. O carro pertence ao namorado dela e tem 26 multas no Detran, sendo dez por excesso de velocidade.

Câmeras de segurança registraram o carro momentos antes do acidente. Outras imagens, feitas por um morador da região, mostram o jipe tombado na Rua Natingui antes de ser retirado do local do acidente por um guincho. Fotos feitas na manhã de sábado, algumas horas depois do acidente, mostram o carro do jeito que ficou, após o atropelamento.

No boletim, consta que ela se recusou a fazer o teste do bafômetro e que aparentava estar embriagada no momento do acidente. Segundo a polícia, Gabriela fez exames no Instituto Médico-Legal (IML) que vão comprovar se ela estava embriagada ou não.

O advogado de Gabriela, José Luís Oliveira Lima, diz que a família da motorista está profundamente transtornada com a morte de Vítor.            

veja também