MENU

Motorista de ônibus que bateu em carro na Av. Vereador José Diniz será levado para CDP

Após acidente motorista será levado para CDP

Atualizado: Quarta-feira, 29 Fevereiro de 2012 as 8

O motorista do ônibus que bateu em um carro em um cruzamento da Avenida Vereador José Diniz nesta terça-feira (28) deve ser transferido para um Centro de Detenção Provisória (CDP). Na manhã desta quarta-feira (29), ele permanecia preso no 27º Distrito Policial, no Campo Belo. Antes de ir para um CDP, ele deve ser levado para outra delegacia. Duas pessoas que estavam no carro morreram no acidente.

A colisão aconteceu no cruzamento com a Rua Demóstenes. O carro, que seguia pela rua, foi arrastado pelo ônibus e só parou no canteiro central da avenida. O veículo ficou sob o coletivo. A avenida precisou ficar interditada por quatro horas.

No veículo estavam um empresário e a secretária dele, que morreram na hora. Testemunhas disseram que o ônibus seguia na avenida, sentido bairro, quando o carro atravessou pela rua onde o semáforo estava quebrado. Poucos passageiros do ônibus tiveram ferimentos leves.

Testemunhas ouvidas pela polícia confirmaram que o motorista do ônibus trafegava em velocidade acima da permitida e que o motorista do carro tentava atravessar a avenida de forma cautelosa, mas que acabou sendo surpreendido.

O motorista foi indiciado por homicídio com dolo eventual, segundo o delegado plantonista do 27º Distrito Policial, no Campo Belo, João Paulo Cerqueira de Carvalho. O dolo eventual significa que o motorista Jonas Santana da Silva não teve a intenção de cometer um crime, mas assumiu o risco de causar danos a terceiros ao trafegar acima da velocidade permitida na via, afirma o policial.

Segundo o delegado, o tacógrafo do ônibus indicava que no momento da colisão com o ASX Mitsubishi que atravessava a avenida estava a 50 km/h. "Há marcas na pista indicando que houve cerca de 20 metros de frenagem (por parte do ônibus) e de outros nove metros de arrasto (após a colisão), em um total de 29 metros. Isso indica que o ônibus estava em velocidade bem acima dos 50 km/h, que é o limite no corredor de ônibus. Mas esses dados devem ser confirmados pelo laudo pericial", diz Carvalho.

Em nota, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) diz que irá verificar o que ocorreu com os semáforos da avenida. Já a SPTrans diz que o motorista do ônibus será afastado até que sejam apuradas as causas do acidente. O veículo será lacrado e encaminhado para vistoria.

veja também