MENU

Motoristas envolvidos em racha em Campinas vão para a cadeia

Motoristas envolvidos em racha em Campinas vão para a cadeia

Atualizado: Sexta-feira, 18 Novembro de 2011 as 12:49

Audi que atropelou jovem derrubou portão de empresa na Avenida Júlio Prestes  (Foto: Juliana Cardilli/G1) Os dois motoristas envolvidos no racha que causou a morte de um jovem de 23 anos em Campinas, no interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (18), foram transferidos no início da manhã para duas cadeias da região. A empresária de 42 anos que dirigia o Audi A3 que perdeu o controle e atingiu o jovem, que estava sobre a calçada, foi para a Cadeia Feminina de Paulínia, na mesma região. Já o empresário de 32 anos que dirigia um Camaro e tentou fugir do local do acidente foi encaminhado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas. Os dois foram iniciados por homicídio simples, embriaguez ao volante e racha – o motorista do Camaro também foi indiciado por fuga de local de acidente. Segundo o boletim de ocorrência, registrado no 1º DP da cidade, ambos apresentavam sinais de embriaguez e forte odor etílico, assim como os passageiros que estavam nos carros – um em cada. Apenas a motorista do Audi aceitou fazer o teste do bafômetro, quatro horas após o acidente. Mesmo assim, o resultado foi de 0,42 mg/L de sangue, acima do permitido por lei - 0,3 mg/l.

O acidente aconteceu na Avenida Júlio Prestes, no bairro Taquaral. Segundo um policial militar que fazia ronda pelo local, os dois veículos seguiam em alta velocidade pouco antes da batida. A motorista do Audi perdeu o controle, subiu na calçada, acertou um orelhão e derrubou o portão de uma empresa. O impacto foi tão forte que um muro que separava a empresa de uma casa vizinha também foi destruído. O jovem atingido, Kaio César Alves Muniz Ribeiro, de 23 anos, foi encontrado sob o portão da empresa, preso nas ferragens do portão e em meio ao parabrisa e ao teto do carro.

Kaio era atleta da Federação do Estado de São Paulo de Jiu-Jitsu. Ele era vice-campeão brasileiro e campeão paulista na categoria adulto marrom. Neste fim de semana, ele iria participar de uma competição em Mogi Guaçu, no interior do estado.

Audi derrubou orelhão (Foto: Juliana Cardilli/G1) O policial chamou o resgate. O jovem teve três paradas cardíacas no local e chegou a ser levado para o hospital, onde chegou morto. A motorista e um passageiro foram levados para o pronto-socorro Padre Anchieta, medicados e liberados. O passageiro levou pontos na cabeça, mas passa bem, segundo a polícia.

Na hora da batida, o motorista do Camaro fugiu do local. Pouco depois, o policial que presenciou a ocorrência viu o veículo passando no sentido contrário da via em baixa velocidade e indo embora novamente. Policiais seguiram para abordar o motorista, que antes de ser parado se desfez de uma latinha de cerveja. Ele e um passageiro apresentavam sinais de embriaguez – entretanto, o empresário se recusou a fazer o bafômetro e o exame de dosagem alcoólica.

No Audi foram encontradas uma lata e uma garrafa de cerveja. Segundo o boletim de ocorrência, outros dois policiais haviam visto os veículos disputando o racha no bairro Cambuí.

O corpo do jovem atropelado foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal de Campinas. Ainda não há informações sobre os horários do velório e do enterro.          

veja também