MENU

Mozarildo reforça denúncias de corrupção contra governador de Roraima

Mozarildo reforça denúncias de corrupção contra governador de Roraima

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 2:53

O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) reforçou as denúncias de corrupção eleitoral contra o governador de Roraima, José de Anchieta Júnior, do PSDB, e disse esperar que ele seja julgado e perca o mandato "ilegítimo e usurpado". O parlamentar acusou o ocupante do Executivo de Roraima, vitorioso nas últimas eleições, de comprar votos e de ser responsável pela abstenção de eleitores.

Mozarildo leu diversas notícias publicadas pela imprensa, em especial a Folha de S.Paulo , com as denúncias de corrupção comandada por José de Anchieta Júnior nas eleições de outubro e disse ter tudo documentado num dossiê.

Nas palavras do senador, o que se viu em Roraima nas eleições passadas foram ações de corrupção em todos os níveis, com o uso de todos os equipamentos do governo a favor da campanha política de Anchieta. Prova disso, acrescentou Mozarildo, é que os principais doadores da campanha eleitoral são secretários do governador.

- O que é pro forma , porque o que houve foi roubo do dinheiro público - acusou Mozarildo.

De acordo com o senador, no primeiro turno, o candidato da oposição, Neudo de Campos, ganhou "apesar da maracutaia". Mas, no segundo turno, como explicou, o governador conseguiu reverter a situação "comprando votos de maneira pesada e comprando até a abstenção dos eleitores".

No primeiro, como informou o senador, a abstenção nas eleições em Roraima foi de 13%. No segundo turno, aumentou para 18%. Com isso, José de Anchieta saiu vitorioso por uma margem pequena, de 1,7 mil votos.

Mozarildo também agradeceu aos policiais do Senado que cuidaram da sua segurança durante o processo eleitoral. Ele disse ter solicitado à direção da Casa segurança pessoal por ter recebido ameaças contra a sua vida, em seu escritório em Boa Vista, após ter encaminhado denúncias ao Ministério Público contra o governador de seu estado.

Dessas denúncias, segundo Mozarildo, a que mais indignou a população de Roraima está relacionada ao descarte de medicamentos com prazo de validade ainda por vencer e à compra dos mesmos medicamentos com dispensa de licitação e a preços superfaturados.    

veja também