MENU

MP acredita que fraude em hospitais de SP causou rombo de R$ 5 milhões

MP acredita que fraude em hospitais de SP causou rombo de R$ 5 milhões

Atualizado: Terça-feira, 21 Junho de 2011 as 8:15

O Ministério Público de São Paulo diz acreditar que o esquema de fraudes no pagamento de plantões aos médicos do Conjunto Hospitalar de Sorocaba, no interior do estado, e em outros centros médicos tenha causado rombo de R$ 5 milhões. Inicialmente, a Promotoria havia calculado que o valor era de R$ 2 milhões.

Após as denúncias, que foram ao ar no Fantástico deste domingo (19) , o secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude, Jorge Roberto Pagura, pediu demissão. O agora ex-secretário afirmou, em nota, que nunca fez plantões no hospital de Sorocaba nem recebeu por eles. E que o trabalho que realizava lá era o de desenvolvimento de projetos, com verba do SUS.

Na manhã de segunda (20), o coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli, também deixou o cargo após a divulgação de gravações feitas com autorização da Justiça. Segundo a polícia, Tardelli tinha conhecimento da fraude em hospitais.  

Ainda na segunda, a Justiça prorrogou em mais cinco dias a prisão temporária dos suspeitos de participar do esquema. Dos 12 indiciados, oito continuam presos. Um suspeito obteve liminar judicial para deixar a prisão e três foram liberados após prestar depoimentos.

O governador Geraldo Alckmin afirmou que o governo paulista fará uma auditoria em todos os hospitais do estado. O tucano disse ainda que pretende implantar uma “via rápida”, como há na polícia, para que as denúncias recebidas sejam rapidamente apuradas e os envolvidos, punidos.

Sobre o ex-secretário de Esportes, o governador afirmou que Pagura não era funcionário do estado. “Ele nunca recebeu do Estado. Não teve nenhum envolvimento com licitação, nada disso. Ele é funcionário federal do SUS, que em 2009 foi comissionado e ficou dois anos comissionado no Hospital de Sorocaba e, segundo ele [o ex-secretário], para cuidar de projetos científicos, atividades relacionadas à saúde”, informou. Segundo Alckmin o secretário-adjunto de Esporte, Lazer e Juventude, José Benedito, assumirá a pasta até que haja a nomeação do novo titular.            

veja também