MENU

MT vai plantar 1,4 mi de mudas para compensar poluente de obra da Arena

MT vai plantar 1,4 mi de mudas para compensar poluente de obra da Arena

Atualizado: Segunda-feira, 6 Junho de 2011 as 2:21

Comunidades ribeirinhas serão beneficiadas com o

projeto (Foto: Assessoria/ Instituto Ação Verde)

  O gás carbônico emitido durante as obras de construção da Arena Pantanal, para a Copa do Mundo de Futebol de 2014, serão compensadas com o plantio de R$ 1,4 milhão de árvores. É o que prevê o projeto Copa Verde, lançado nesta segunda-feira pela Agência de Execução dos Projetos da Copa do Pantanal (Agecopa). As árvores serão plantadas em nove municípios de mato-grossense em pontos onde há degradação, às margens do rio Cuiabá, Paraguai e São Lourenço.

O crédito de carbono gerado pelas árvores que serão plantadas será comprado pela Agecopa. O presidente da Agência afirma que serão investidos R$ 3,5 milhões nos próximos três anos para o projeto, sendo que R$ 710 mil serão pagos diretamente aos moradores por conta da venda do crédito de carbono.

De acordo com a assessoria da Agecopa, a construção da Arena Pantanal vai emitir 711 mil toneladas de carbono e, para cada tonelada emitida, são necessárias sete novas árvores para a compensação. "Hoje já é possível calcular qual é a emissão de uma obra ou até mesmo de um indivíduo. Em média, as árvores plantadas sequestram individualmente 138 quilos de carbono durante o período de 30 anos. Plantaremos mil hectares, sendo que cada hectare seqüestra cerca de 12 toneladas de carbono ao ano", explica Paulo Borges, superintendente do Instituto Ação Verde.

Renda e ecologia

A iniciativa, além de compensar o gás carbônico emitido nas obras da Arena, vai permitir a recuperação do leito dos rios que formam o Pantanal, criar uma nova fonte de renda às comunidades ribeirinhas e fortalecer a consciência ecológica.

Ainda segundo a Agecopa, os grupos que vão participar do projeto passarão por uma seleção e cada proprietário vai receber as mudas para iniciar o plantio. O Instituto Ação Verde vai oferecer gratuitamente a assistência técnica para que as comunidades aprendam a cuidar das árvores.

A comunidade de Barranco Alto, em Santo Antônio de Leverger, será a primeira a receber o plantio de 500 árvores no projeto Copa Verde. Sitiantes de Cuiabá, Várzea Grande, Barão de Melgaço, Nobres, Rosário, Acorizal, Jangada e Poconé integrarão o projeto.          

veja também