Mulher confessa estrangulamento de criança em Goiás, diz a polícia

Mulher confessa estrangulamento de criança em Goiás, diz a polícia

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 8:42

Um garoto de sete anos de idade foi asfixiado e estrangulado em Planaltina de Goiás, a 258 Km de Goiânia, no domingo (21). A principal suspeita do crime, de acordo com a polícia, é uma mulher, de 30 anos, que teria sido namorada de um tio do garoto. A suspeita confessou o assassinato.

A família do menino prestou depoimento durante toda a tarde de segunda-feira (22). Maria do Socorro da Silva Leôncio, mãe do menino, estava abalada e acredita que a pessoa que matou o filho é a mesma mulher que há alguns meses também tentou matá-la. “Ela foi até a minha casa para tentar me matar, mas eu estava grávida de oito meses”, conta.

Maria Silva Pereira, prima do garoto, explica que esta mulher, suspeita do assassinato, por não aceitar o fim do relacionamento com o tio começou a ameaçar toda a família. “Por telefone, por mensagens de celular, ela foi até a casa do meu pai de madrugada para ameaçar a gente de morte.”     A tia do garoto Arlete Leôncio da Silva conta que o sobrinho saiu de casa no sábado (20) por volta das 22h e o corpo foi encontrado pelos familiares às 18h do domingo (21) em um lote baldio atrás da casa do garoto.

No final da tarde de segunda, a mulher suspeita de ter cometido o crime, de 30 anos, se entregou à polícia e confessou o assassinato.

Segundo o delegado Fernando Alves Barbosa, ela disse que encontrou o menino saindo da casa de uma tia e perguntou sobre o tio, que tinha sido namorado dela, o menino contou que o rapaz já estava com outra mulher e ela teria, então, perdido a cabeça e asfixiou e estrangulou o menino.

A mulher será indiciada por homicídio triplamente qualificado podendo ser condenada a trinta anos de prisão.              

veja também