MENU

Mulher grávida é feita refém em Santo André

Mulher grávida é feita refém em Santo André

Atualizado: Segunda-feira, 26 Abril de 2010 as 12

Uma mulher grávida foi feita refém no meio da rua neste domingo (25), em Santo André, na Grande São Paulo. A polícia foi chamada e tentou negociar com o criminoso, que acabou ferindo a vítima com uma faca. O homem foi baleado e a mulher, liberada.

Regina Dias dos Santos, de 33 anos, passava com o filho de 3 anos no colo pela Rua das Hortênsias, em Santo André, por volta das 12h. Foi agarrada por um homem, que dizia que queria apenas conversar, mas ficou violento e começou a ameaçá-la com uma faca.

O corretor de seguros Renato Augusto passava de carro na hora e tentou ajudar. "Minha intenção foi evitar que algo de pior acontecesse, porque a moça está grávida. Então, eu não podia passar ali e ir embora para minha casa."

A polícia chegou rapidamente e começou a negociar com o bandido, que continuava ameaçando ferir a refém. Os policiais usaram, então, uma arma de descarga elétrica para tentar imobilizá-lo. “No momento em que ele ameaçou dar a facada na vítima, foi empregada a taser [arma], que, não sabemos por que, não surtir o efeito desejado”, afirmou o comandante Leonardo da Costa Ramos.

Regina foi esfaqueada no ombro, quando a polícia atirou contra o bandido. "A ordem é sempre essa: primeiro a negociação, tentar acalmar, fazer ele desistir. Depois, se não for possível, a utilização de métodos não letais. No caso, usamos a taser. Não deu resultado e chegamos ao último grau da força, que é a arma de fogo", disse o comandante.

A mulher ferida passa bem. O agressor foi submetido a uma cirurgia, e o estado de saúde dele é estável. De acordo com a polícia, o agressor aparentava ter problemas psiquiátricos.

veja também