MENU

Mulher levava filha para ajudar a empacotar droga na Zona Sul de SP

Mulher levava filha para ajudar a empacotar droga na Zona Sul de SP

Atualizado: Quinta-feira, 10 Março de 2011 as 8:52

A polícia desmontou um laboratório de processamento de crack e cocaína que funcionava no Ipiranga, na Zona Sul de São Paulo, nesta quarta-feira (9). Na casa, oito mulheres que trabalhavam como empacotadoras de drogas foram presas. Uma delas levava a filha de 13 anos para ajudar no negócio.]

Além das operárias do tráfico, que foram contratadas no interior de Alagoas, a polícia prendeu seis homens que compravam a droga no atacado boliviano, comandavam a embalagem e abasteciam o varejão paulista.

A firma funciona em dois endereços vigiados dia e noite pelos traficantes. O prédio de dois andares vivia fechado, mas não chamava a atenção dos vizinhos porque os traficantes moravam com suas famílias e, muitas vezes, eles eram vistos saindo com as crianças a caminho da escola. Segundo a polícia, em uma outra parte do prédio funcionava a fábrica de drogas.     A polícia encontrou 200 quilos de droga e mais de 100 mil embalagens que seriam usadas na distribuição e a contabilidade dos traficantes.

De acordo com o delegado Wagner Giudice, uma mulher era responsável por fazer as anotações sobre o volume de entrada e saída de drogas desde 30 de maio de 2010. Essas anotações vão servir de pista na procura por outros integrantes da quadrilha.    

veja também