Mulher vai à Justiça após ficar presa em catraca de ônibus no interior de SP

Mulher vai à Justiça após ficar presa em catraca de ônibus no interior de SP

Atualizado: Sexta-feira, 3 Setembro de 2010 as 8:26

Uma mulher foi humilhada em um ônibus, em Araçatuba, a 530 km de São Paulo, porque estava acima do peso e teve dificuldades de utilizar o transporte coletivo.

Imagens mostram a mulher presa na catraca de um coletivo que faz a linha Araçatuba-Birigui. O motorista do veículo, a irmã e outros passageiros tentaram ajudá-la. Mas o constrangimento, por estar acima do peso, só acaba oito minutos depois, quando ela é empurrada. Todo esse esforço foi uma tentativa de chegar ao trabalho.

Esta não foi a primeira vez que Camila Cesário teve problemas com o transporte coletivo. A passageira já foi impedida de entrar no ônibus se não passasse pela catraca.

Camila mora em Araçatuba e trabalha em Birigui, cidade vizinha, a 518 km da capital. A operária acorda às 4h30 para chegar às 6h na indústria. Sem conseguir entrar no ônibus, ela chega a esperar mais de 30 minutos por outro veículo, que tem roletas mais espaçosas.

Há dois anos, a operária viajava nos bancos da frente, que são destinados para idosos e gestantes. Agora, uma determinação da empresa proíbe isso. Discriminada, ela procurou a Justiça. A empresa pode responder por danos morais e o motorista, criminalmente.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também