MENU

Mulheres prestam depoimento sobre morte em quartel da FAB em PE

Mulheres prestam depoimento sobre morte em quartel da FAB em PE

Atualizado: Quarta-feira, 10 Agosto de 2011 as 1:31

Duas mulheres de 21 anos aparecem segurando

armas em fotos de celular de amiga morta em

quartel da FAB neste domingo (7). Imagem foi

alterada pelo G1 para preservar a identidade

delas (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

  O delegado Igor Tenório Leite, que investiga a morte de Monique Valéria de Miranda Costa, de 20 anos, irá ouvir nesta quarta-feira (10) o depoimento de outras duas mulheres que participaram com ela do encontro com militares dentro de um quartel da Força Aérea Brasileira (FAB) no Recife no domingo (7), onde o crime ocorreu.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco, até sexta-feira (12), serão ouvidos também os três soldados que estavam presentes no encontro.

A morte ocorreu em um hotel de trânsito militar do Parque de Material Aeronáutico (Pama), quando os soldados se encontravam com três mulheres, entre elas Monique. O disparo teria sido acidental e os militares, que estavam de serviço, foram detidos pela Aeronáutica por abandono de posto.

Além de ouvir os depoimentos, para tentar estabelecer em que circunstâncias a morte ocorreu, o Departamento de Homicídios da Polícia Civil de Pernambuco irá pedir à Polícia Federal cópias dos laudos feitos na pistola 9mm da qual o tiro teria sido disparado.

A Polícia Civil e a FAB informaram que a PF apreendeu as armas que estavam em posse dos soldados na ocasião.  Até as 11h desta quarta-feira, a PF em Pernambuco não havia confirmado a informação ao G1 .

Fotos com armas

Na terça-feira, a Polícia Civil divulgou fotos das mulheres posando com supostas armas. As fotos fazem parte do inquérito e serão usadas para identificar se as armas que aparecem nas mãos de duas mulheres pertencem à FAB e se uma delas é a arma do crime. A investigação apura também se o disparo acidental foi feito por uma das amigas da vítima.     No local do encontro também foram encontradas garrafas de bebida alcoólica.

Em depoimento à polícia, familiares de Monique teriam informado que as fotos estavam no celular dela. As duas mulheres que aparecem nas fotografias também teriam dito, em depoimento, que as imagens foram feitas no mesmo local onde Monique foi baleada.

As causas da morte de Monique serão investigadas pela Polícia Civil. A FAB, em nota, divulgou que abriu um inquérito para apurar as circunstâncias do caso e como as mulheres ingressaram irregularmente no quartel.

Fotografias encontradas no celular de Monique Valéria de Miranda Costa e que

foram tiradas momentos antes de sua morte, segundo a Polícia Civil (Foto: Divulgação/Polícia Civil)            

veja também