MENU

Município em Pernambuco chegou a ficar submerso

Município em Pernambuco chegou a ficar submerso

Atualizado: Sexta-feira, 25 Junho de 2010 as 7:33

A cidade de Água Preta, em Pernambuco, foi uma das mais atingidas pela enchente. O município chegou a ficar submerso. A maioria das casas desabou e cerca de 300 famílias ficaram sem ter onde morar.

O número de mortos em Pernambuco subiu para 17 nesta quinta-feira (24). Em Alagoas, foram registrados 29 óbitos. O número de mortes nos dois estados é 46.

A residência da dona-de-casa Fátima Santana resistiu, mas não restou nada dentro. ''Uma vida toda de sufoco, de aperto e luta para conseguir e não existe mais nada, nada, nada. Não temos nada'', diz.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi às regiões atingidas pela enchente em Alagoas e Pernambuco. Em Palmares, ele disse que não há limites para a reconstrução dos dois estados.

A enchente em Palmares ocorreu na sexta-feira passada, dia 24 de junho. Dezenas de ruas ainda estão cobertas de lama, como se o rio tivesse acabado de passar pela cidade. Muita gente tenta fazer a limpeza por conta própria. Nos abrigos, algumas famílias dizem que só receberam comida graças à solidariedade das pessoas.

Em Barreiros (PE), apesar da destruição, a população tenta voltar à vida normal. Foi montado na cidade pela aeronáutica o mesmo hospital de campanha levado ao Haiti, país atingido por um terremoto.

A força da água foi tão grande na cidade, que os destroços seguiram mais de 200 quilômetros até o litoral da Paraíba. Banhistas encontraram nas areias cadeiras de escolas, computadores e notas fiscais da cidade pernambucana.

veja também