MENU

Mutirão do lixo eletrônico acontece no dia 30

Mutirão do lixo eletrônico acontece no dia 30

Atualizado: Sexta-feira, 24 Outubro de 2008 as 12

Quando um celular, uma bateria ou uma pilha recarregável deixam de ter utilidade, o que deve ser feito? Essa dúvida paira na cabeça de muita gente. As pessoas, por não saberem onde descartar esses materiais, acabam depositando-os em lixos comuns que vão para aterros de resíduos domiciliares. É aí que começa o problema: a destinação inadequada do lixo eletrônico, ou e-lixo, pode causar a contaminação de rios e reservatórios, do solo, além de trazer danos à saúde humana.

A questão da destinação correta do e-lixo é o que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SMA) DE São Paulo pretende abordar, no dia 30 deste mês, quando realizará o Mutirão do Lixo Eletrônico. Prefeituras de todo o Estado receberão urnas para a coleta dos materiais. Empresas de diversos segmentos atuarão como parceiras no mutirão, coletando o e-lixo, incentivando e divulgando a ação para seus funcionários. Na capital, a população poderá trocar o lixo eletrônico por minicoletores para serem utilizados em casa ou no trabalho. O Brasil superou a marca dos 130 milhões de celulares. Há no País mais de 30 milhões de computadores, que são substituídos cada vez mais rapidamente por novas máquinas.

Reciclagem - O mutirão abordará também a questão da reciclagem, já que muitas substâncias contidas em equipamentos eletrônicos podem vir a ser reutilizadas, ao invés de descartadas. De um quilo de celular, por exemplo, podem ser reaproveitados de 100 mg a 150 mg de ouro, 400 mg a 600 mg de prata, 20 mg a 30 mg de paládio, 100 g a 130 g de cobre e 200 g de plástico. Ou seja, o e-lixo pode significar também fonte de renda associada à preservação ambiental.

O Mutirão do Lixo Eletrônico integra o projeto ambiental estratégico Mutirões Ambientais, da SMA. Desde setembro do ano passado, o projeto realizou cinco iniciativas: Mutirão Verde (plantio e conservação de árvores), Mutirão Ambiental (evite sacolas plásticas), Mar Limpo (recolhimento de resíduos sólidos no mar), Mutirão Azul (uso racional da água) e Mutirão da Carona (uso racional de veículos e redução da poluição atmosférica).

Lixo eletrônico ou e-lixo

No lixo eletrônico é possível encontrar substâncias tóxicas, como chumbo, cádmio, arsênio e mercúrio; Anualmente, são gerados 50 milhões de toneladas de resíduos eletrônicos no planeta; Um celular tem em média vida útil de 18 meses; O Brasil possui 138 milhões de celulares - 72 aparelhos para cada 100 habitantes; A cada segundo, 23 celulares são fabricados no mundo; Um chip eletrônico exige 72 g de substâncias químicas e 32 litros de água para ser produzido; A cada quatro anos, as empresas substituem os seus computadores; nos domicílios, a troca é feita a cada cinco anos; Das pilhas comuns vendidas no Brasil, 40% são falsificadas. Informações sobre o Mutirão do Lixo Eletrônico e sobre o e-lixo, consulte o site: www.ambiente.sp.gov.br/mutiraodolixoeletronico

Postado por: Claudia Moraes

veja também