MENU

Na Bahia, primeira biblioteca pública da América Latina completa 200 anos

Na Bahia, primeira biblioteca pública da América Latina completa 200 anos

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 3:20

A Biblioteca Pública da Bahia, que fica no bairro dos Barris, em Salvador, está completando 200 anos nesta sexta-feira (13). Ela foi a primeira biblioteca pública do Brasil e da América Latina e durante esses dois séculos vem servindo não só como um local para pesquisas estudantis, mas também como um espaço que guarda registros valiosos da história.

  A Biblioteca Pública da Bahia tem um acervo de mais de 600 mil itens. As obras, que são de todos os gêneros estão disponíveis para pesquisa, referência ou até mesmo empréstimo.

Todo este acervo foi sendo colecionado ao longo de 200 anos. A inauguração da biblioteca foi no dia 13 de maio de 1811. A data escolhida em homenagem ao aniversário do príncipe regente Dom João VI. O discurso de inauguração virou livro. A edição original é guardada no setor de obras raras e valiosas.

Há muitos outros livros que datam não só da época da fundação. Um dos mais antigos é de 1585, que fala sobre o uso de plantas na cura de doenças. A obra está escrita em italiano e impressa em papel artesanal. Um outro livro que trata sobre os oito anos do governo de Maurício de Nassau no Brasil é de 1647, e foi escrito em latim.

O local tem também o setor de livros infantis e um epaço onde o silêncio não é obrigatório. É onde fica o acervo em braile. São seis mil títulos e a leitura vem de outra forma: pela voz alta de voluntários.

Programação

Nesta sexta-feira (13) a biblioteca oferece uma programação especial com debates, palestras apresentações artísticas e exposições, tudo de graça.

Além do bicentenário da primeira biblioteca pública do país, o Brasil também comemora nesta sexta-feira (13) a abolição da escravatura, realizada em 1888, através da assinatura da Lei Áurea pela princesa Isabel.

Para comemorar as datas, será realizado na Biblioteca Central, em Salvador, um debate sobre as consequência e efeitos da Abolição da Escravatura, com a cantora Márcia Short, a vereadora Olívia Santana, a estilista Márcia Ganem, a apresentadora Rita Batista, o cantor Lazzo Matumbi e o ator Jackson Costa.

O debate começa a partir das 19h e os convidados também irão falar da importância dos livros e da biblioteca em suas vidas ao som da orquestra de afro-jazz Rumpilezz, que fará apresentação musical no local.      

veja também