MENU

Na TV, Serra e Dilma apresentam propostas de infraestrutura

Na TV, Serra e Dilma apresentam propostas de infraestrutura

Atualizado: Quarta-feira, 20 Outubro de 2010 as 7:40

Os candidatos do PSDB à Presidência, José Serra, e do PT, Dilma Rousseff, ocuparam o horário eleitoral na TV nesta terça-feira (19) à noite para apresentar propostas de investimentos em infraestrutura e na área social.

O programa de Serra apresentou líderes do PSDB e outras lideranças que apoiam o candidato –entre eles o ex-vice-prefeito de São Paulo na gestão Marta Suplicy, Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, que depois saiu do partido. No de Dilma, os destaques foram os cantores Chico Buarque e Gilberto Gil e a estreia do vice da candidata, Michel Temer, na propaganda eleitoral.

Em seu programa, José Serra afirmou que, se eleito, pretende acelerar as obras do metrô de Salvador, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O programa destacou que haverá investimentos na Zona Franca de Manaus, no aeroporto de Aracaju e obras de saneamento no Norte e Nordeste.

Serra criticou ainda os escândalos envolvendo o governo federal, em especial o do suposto tráfico de influência na Casa Civil. Também criticou as invasões de terra e disse que era preciso fortalecer as empresas públicas.

Serra defendeu ainda a ampliação de programas sociais, como o que garante o pagamento de benefícios a pescadores durante a época de defeso, quando a pesca de determinadas espécies é proibida. Segundo ele, 600 mil pescadores recebem o benefício, que teria sido criado com o apoio dele durante sua passagem no governo federal.

Entre as pessoas que apareceram na propaganda declarando apoio a Serra estavam os governadores eleitos de São Paulo, Geraldo Alckmin, de Minas, Antonio Anastasia, e do Paraná, Beto Richa. Fernando Gabeira, que disputou o governo do Rio de Janeiro pelo PV, o ex-vice-prefeito de São Paulo Hélio Bicudo, o senador eleito pelo PSDB Aécio Neves e até uma filha do ex-presidente Juscelino Kubistchek, Maria Estela, também participaram do programa.

Dilma

A candidata do PT, Dilma Rousseff, por sua vez, disse que vai investir em grandes obras de infraestrutura, como a da transposição do Rio São Francisco, a modernização de 14 aeroportos, a modernização do Porto de Santos e a conclusão das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia.

A candidata petista afirmou ainda que vai investir, caso seja eleita, R$ 34 bilhões em obras de saneamento básico e outros R$ 18 bilhões em transporte público.

Na área social, a candidata afirmou que vai fortalecer o programa Bolsa Família. Também afirmou que vai levar o programa Próximo Passo, que ensina uma profissão aos beneficiários do Bolsa Família, a todo o país. Dilma disse ainda que vai incluir 2 milhões de pessoas em programas de agricultura familiar.

Dilma ainda afirmou que pretende construir 500 unidades de pronto atendimento em todo o país, além de 2,8 mil postos de polícia comunitária, 800 praças de esportes e outros 2 milhões de residências. Também declarou que todas as escolas da rede pública vão ter internet de banda larga.

Pela primeira vez no segundo turno, o candidato a vice da petista, o deputado Michel Temer (PMDB-SP), apareceu na propaganda eleitoral. Temer destacou a importância de um presidente governar com maioria o Congresso. Segundo ele, a petista, caso seja eleita, terá o apoio de 350 deputados, de um total de 513, e mais de 50 senadores, dos 81 parlamentares da Casa.

O programa de Dilma ainda apresentou depoimentos de apoio dos cantores e compositores Chico Buarque e Gilberto Gil.

  Do G1, em Brasília

veja também