MENU

'Não dá pra ficar quieto', diz pai de aluno que relatou agressão

'Não dá pra ficar quieto', diz pai de aluno que relatou agressão

Atualizado: Quarta-feira, 9 Novembro de 2011 as 4:47

Um estudante do Colégio Estadual Tiradentes, em Curitiba, afirma que cansou de apanhar e ser xingado pelos colegas de classe. O garoto tem 12 anos e contou também que é alvo de gozações, apelidos maldosos e brincadeiras de mal gosto.

"Desde o começo do ano é uma zoação, me chutam, ficam me empurrando, me chamam de gordo. Eu não gosto disso (...), não aguento mais, quero mudar de colégio. Riram de mim e eu me sentia um lixo. Não fazem nada também pra proteger a gente dos outros lá", afirmou o garoto, que preferiu não se identificar.

O pai do adolescente, que também não quis se identificar, se revoltou com a situação e registrou um boletim de ocorrência (B.O) na delegacia do adolescente, na capital. "Eu já tive que ir na escola conversar com a direção pra ver se resolvia, mas não resolveu. Aí eu voltei pra conversar com os alunos, aí diminuiu, pararam um pouco, mas agora aconteceu denovo".

A diretora do colégio, Regina Maria Scucato, disse em entrevista ao G1, na manhã desta quarta-feira (9), que esta agressão aconteceu porque o garoto participava de uma brincadeira chamada 'lutinha'. "Como ele não quis mais participar, um dos colegas não gostou e os dois brigaram no intervalo de uma das aulas", contou a diretora. 

Regina disse também que o estudante já se envolveu em um outro caso de agressão em maio deste ano e que errou em não avisar a direção da escola sobre os problemas. "Ele contou direto para o pai e não procurou a direção e a pedagoga. Isso é errado, desse jeito fica difícil de resolver. Agora vamos ouvir a mãe do outro menino envolvido na briga para que possamos tomar alguma atitude", explicou Scucato.        

veja também