MENU

Não há recurso para todas as cidades atingidas, diz ministro

Não há recurso para todas as cidades atingidas, diz ministro

Atualizado: Quarta-feira, 2 Março de 2011 as 10

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, afirmou nesta quarta-feira (2) que não há recursos suficientes para atender  todas as cidades atingidas pelas chuvas nos últimos meses. "Não existe recurso suficiente para atender todas as demandas", disse o ministro. Ele participou do programa Bom Dia Ministro, produzido e coordenado pela Secretaria de Imprensa da Presidência da Republica e transmitido pela NBR TV.

O ministro citou como exemplo Minas Gerais, que solicitou ao governo federal R$ 250 milhões, mas recebeu somente R$ 50 milhões. "O governo federal não tem recursos para atender a todas as solicitações que chegam de diversos estados, como o estado do Rio, que sofreu fortemente com as fortes chuvas e os deslizamentos na Região Serrana, o Espírito Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo", afirmou.

Bezerra Coelho afirmou que, além da escassez de recursos, outro problema é a qualidade dos projetos apresentados pelas prefeituras. "Existe deficiência na apresentação dos projetos. Falta qualidade nos projetos apresentados", disse. "Muitas vezes os recursos chegam a ser empenhados, mas a liberação não ocorre ou ela é retardada pela falta de qualidade nas propostas apresentadas".

Uma força-tarefa foi formada para analisar todos os pedidos de recursos federais para obras de prevenção a desastres em tramitação na Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração. O objetivo é acelerar as propostas de convênios e iniciar a execução dos projetos.

De acordo com o ministro, o governo quer "gastar menos dinheiro pós-desastre e gastar mais dinheiro nas obras de prevenção". Bezerra Coelho afirmou que o PAC 2 vai priorizar obras de prevenção. Ele reclamou da falta de projetos apresentados para receber esses recursos. "Faltam projetos que possam ser selecionados".

"Muitas vezes se tem as áreas de risco diagnosticadas, mas não se tem projetos prontos para que possam ser selecionados e habilitados a disputar os recursos que estão sendo ofertados pelo PAC", explicou Bezerra Coelho.

Segundo o ministro, o governo quer promover um seminário internacional sobre defesa civil "para recolher experiências de países como Austrália, Estados Unidos, Itália e Japão", que têm experiência na prevenção de desastres naturais.

veja também