MENU

'Não sou herói', diz homem que doará rim para a ex-mulher em MS

'Não sou herói', diz homem que doará rim para a ex-mulher em MS

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 8:39

Casal passa por cirurgia de doação de rim na manhã desta terça-feira (Foto: Aliny Mary Dias/G1 MS)

  Maria de Fátima Gomes, de 53 anos e Nestor Bezerra da Silva, 60 anos separados há 15 anos, devem passar por uma cirurgia de transplante de rim na manhã desta terça-feira (20), na Santa Casa de Campo Grande. O rim doado pelo ex-marido colocará fim nos dois anos de espera da mulher pelo novo órgão.

Enquanto aguardava o período de 48 horas de pré-operatório, o casal falou ao G1 nesta segunda-feira (19), sobre a expectativa pela cirurgia. “Eu não estou com medo, estou ansiosa e confiante. Espero que dê tudo certo”, conta Maria de Fátima.     Nestor atendeu o pedido da filha mais velha para ajudar a acabar com o problema de insuficiência renal da mulher que foi diagnosticado há 10 anos. Ontem,  tranquilo, recebia hidratação por soro.

“Muita gente está dizendo que eu sou herói, mas não acho isso tudo. Acredito que seja uma demonstração de bondade com o próximo”, diz Nestor.

Maria trabalha como auxiliar de dentista e mora em Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande. Já o ex-marido trabalha em uma transportadora de grãos, e mora em Maracaju, 162 quilômetros da capital.

Angústia

A mulher conta que após saber o diagnóstico ficou preocupada pois duas irmãs morreram por causa do mesmo problema. A hemodiálise foi o procedimento indicato pelos médicos para tratar a doença, mas Maria tinha receios.

"Eu não queria fazer hemodiálise porque não queria assumir o problema. No início me faltou o chão, achei que ia entrar naquela clínica para morrer e não para viver, mas a situação começou a ficar mais grave e resolvi encarar o tratamento”.

Cirurgia

De acordo com a direção do hospital, a cirurgia deve durar cerca de 1h30 e o procedimento é considerado simples. No fim da tarde desta terça-feira o casal deve sair do pós-operatório e continuar em observação no hospital.          

veja também