MENU

"Não vou renunciar. Tenho a consciência limpa", diz Jaqueline Roriz

"Não vou renunciar. Tenho a consciência limpa", diz Jaqueline Roriz

Atualizado: Quinta-feira, 7 Abril de 2011 as 8:06

A deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) afirmou nesta quarta-feira (6) que não vai renunciar ao mandato em razão da gravação em que aparece ao lado do marido, Manoel Neto, recebendo dinheiro do delator do suposto esquema de corrupção que ficou conhecido como mensalão do DEM. “Não vou renunciar. Tenho a consciência limpa.”

Jaqueline esteve na Câmara na tarde desta quarta, acompanhada dos advogados, para protocolar defesa no processo que pede a cassação do seu mandato no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. Foi a primeira aparição da deputada desde a divulgação do vídeo.

Ela afirmou que não iria comentar as imagens para não prejudicar sua defesa. “Me guardo o direito de neste momento me calar, porque necessito esperar formalmente as acusações. Segundo os meus advogados, seria certo este procedimento. Vou aguardar que a Justiça e os nossos advogados, que cumpriram todos os prazos regimentais dessa Casa, sigam com o procedimento”, afirmou.

O pedido de cassação foi apresentado ao Conselho de Ética da Casa pelo PSOL, no dia 16 de março. Além do vídeo, os integrantes do colegiado devem analisar a denúncia de que a deputada do PMN usou verba do gabinete para pagar aluguel de uma sala comercial de propriedade do próprio marido. Nesta terça, ela apresentou defesa sobre o aluguel da sala.

A deputada disse que não teve a intenção de atrasar o trabalho de apuração das denúncias contra ela e afirmou que estava em tratamento médico, mas melhorou e irá retomar o trabalho no Legislativo federal.

“Volto hoje [quarta, ao trabalho na Câmara]. Não foi no sentido de procrastinar a entrega do relatório, simplesmente foi porque retornei somente hoje. Estava em tratamento médico, e ainda estou, e também culminou com o problema [de saúde] do meu pai.”

O pai da deputada, o ex-governador Joaquim Roriz, foi submetido a um cateterismo no mês passado, em São Paulo.

veja também