MENU

Ônibus não circulam no ABC na manhã desta quarta, diz sindicato

Ônibus não circulam no ABC na manhã desta quarta, diz sindicato

Atualizado: Quarta-feira, 1 Junho de 2011 as 8:09

O Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC informou que nenhum ônibus está circulando na região nesta quarta-feira (1º). Motoristas e cobradores estão em greve nas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande Da Serra.

Em um dia normal, os ônibus começariam a sair das garagens às 4h, mas, segundo o sindicato, nenhum veículo deixou as empresas nesta quarta.

Motoristas e cobradores das cidades do ABC decidiram em assembléia, na noite de terça (31), cruzar os braços a partir da 0h desta quarta. O sindicato dos rodoviários da região rejeitou proposta de aumento salarial de 8% apresentada pelos empregadores e decidiu pela greve nas sete cidades.

Os trabalhadores reivindicam 15% de reajuste, além de melhorias trabalhistas. Uma nova reunião com os representantes da categoria deverá acontecer ainda nesta quarta.

Trens

Quem também decidiu entrar em greve foram os funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana, que representa os funcionários da companhia, decidiu em assembleia que a categoria cruzaria os braços a partir da 0h desta quarta.

De acordo com o vice-presidente do sindicato, Everson Craveiro, a paralisação tem adesão de 70% da categoria e afeta as linhas 8 (Julio Preste/Itapevi), 9 (Osasco/Grajaú), 11 (Luz/Estudantes) e 12 (Brás/Calmon Viana).

A CPTM informou que “na manhã desta quarta, em razão do descumprimento da determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP), pelos sindicatos que representam as Linha 11- (Luz/Estudantes), 12- (Brás/Calmon Viana), 8 - (Júlio Prestes/Itapevi) e 9 - (Osasco/ Grajaú), de não manterem 90% de trabalhadores necessários para assegurar a operação no horário de pico da manhã, a companhia não está operando a Linha 12 e a extensão da Linha 11”.

Segundo a CPTM, os trens operam no Expresso Leste (Luz/Guaianazes), e nas linhas 11, 8 e 9.

A companhia informou ainda que para minimizar os transtornos aos usuários acionou a operação PAESE (transporte gratuito com ônibus) entre as estações Guaianazes e Estudantes.

A CPTM informou que as linhas 7 (Luz/Jundiaí) e 10 (Luz/Rio Grande da Serra) operam normalmente.

O TRT determinou que os funcionários da CPTM mantenham 90% da frota em operação no horário de pico.

Uma nova assembleia foi marcada para esta quarta-feira, às 18h.

Procurada pelo G1, a CPTM informou que durante a reunião realizada no TRT apresentou nova proposta aos quatro sindicatos representantes da categoria. A CPTM ofereceu reajuste salarial de 3,07%, o que corresponde a 1,75% do IPC/Fipe deste período e 1,3% de aumento real.

Sabesp

Além dos rodoviários do ABC e dos funcionários da CPTM, trabalhadores da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) decidiram nesta terça entrar em greve a partir da 0h de quarta. Em assembleia, eles não aceitaram a proposta apresentada pela companhia na quinta rodada de negociação.

O sindicato que representa a categoria (Sintaema) reivindica reajuste salarial de 7,33% pelo Índice de Custo de Vida, do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese), a volta de um adicional por tempo de serviço e garantia de emprego.

De acordo com o sindicato, a greve atinge todos os municípios atendidos pela Sabesp.

Os grevistas garantem, porém, que manterão os plantões para garantir o abastecimento de água à população e eventuais emergências.

Metrô

Já os funcionários do Metrô adiaram a discussão sobre o início ou não da greve. Em assembleia durante a noite desta terça, a categoria ficou dividida.

A categoria quer reajuste de 10,79%. O Metrô, por sua vez, apresentou proposta de aumento salarial de 8%. Uma nova reunião está prevista para acontecer às 18h30 desta quinta (2), novamente na sede do sindicato, na Zona Leste da capital paulista.            

veja também