MENU

No Dia Contra Violência a Mulher, advogado é condenado no Ceará

No Dia Contra Violência a Mulher, advogado é condenado no Ceará

Atualizado: Sábado, 26 Novembro de 2011 as 8:42

O advogado Pedro Schaumann foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão em julgamento nesta sexta-feira (25) pelo Conselho de Sentença do 4º Tribunal Popular do Júri da Comarca de Fortaleza, segundo o promtor de Justiça, Pedro Olímpio. "Por ser réu primário, o juiz concedeu a ele o direito de responder em liberdade", explica o promotor.

Pedro Schaumann é acusado de matar a ex-mulher Regina Edite Schaumann em 22 de abril de 1996 com dois tiros na cabeça. O casal tinha dois filhos, na época, com sete e quatro anos de idade. "Certas coisas gravam na gente e nunca sai da memória. E aconteceu o fato, ele assassinou minha mãe", disse o filho mais velho nesta sexta-feira, durante o julgamento.

De acordo com o advogado de acusação, o homicídio foi motivado por uma discussão do casal a respeito o pagamento de pensão alimentícia.  A família do advogado acusado nega que tenha sido um homicídio: "Há muitas provas a favor da gente, então a gente está tranquilo", diz Cecília Pontes, sobrinha de Pedro Schaumann. O advogado condenado pode recorrer.    

veja também