MENU

No fim, Monk resolve o único caso que não havia desvendado

No fim, Monk resolve o único caso que não havia desvendado

Atualizado: Sexta-feira, 9 Julho de 2010 as 10:53

Um livro sobre decoração em uma casa mal arrumada é uma pista suficientemente clara para o detetive Adrian Monk resolver um caso, como vemos na oitava e última temporada da série, que sai em box com quatro DVDs.

Nos 16 capítulos que encerram a história de Monk (Tony Shalhoub), o investigador com transtorno obsessivo-compulsivo, como sempre fez, percebe qualquer coisa fora do lugar: um grão de arroz, muito pó, o bigode de um conhecido aparado antes do dia convencional.

Mas, no ano derradeiro, Monk também faz algo diferente. Em capítulo duplo, resolve o grande caso de sua vida: o assassinato de sua mulher, Trudy, o único crime que não havia desvendado. Foi este homicídio que gerou o trágico herói desta comédia policial: um homem cheio de manias e um justiceiro determinado. O crime e as consequências apareceram durante a série.

Outra novidade é o casamento do capitão Leland (Ted Levine). Sharona (Bitty Schram), que cuidou do detetive nos três primeiros anos, volta para uma participação. Outras presença é Elizabeth Perkins ("Weeds")

veja também