No Rio de Janeiro, polícia investiga morte de casal que foi encontrado amarrado com sinais de tortura

Fonte: EXTRAAtualizado: quarta-feira, 8 de outubro de 2014 15:10
Caio e Thaís estavam juntos há 1 ano e se davam muito bem
Caio e Thaís estavam juntos há 1 ano e se davam muito bem

A Polícia Civil investiga a morte de um casal em Queimados, na Baixada Fluminense, no último sábado. Caio Cesár Jannuzzi, de 19 anos, e a namorada Thaís dos Santos, de 18, foram encontrados mortos na divisa com Engenheiro Pedreira, em Japeri. Os dois estavam fora do carro e com as mãos amarradas.

— Eles se davam muito bem. Tinham até uma tatuagem para mostrar o amor de um pelo outro. Não sabemos o que aconteceu e quem pode ter feito essa crueldade — lamentou um amigo, que preferiu não se identificar.

Caio trabalhava numa galeria de arte em Ipanema, e Thaís era estudante. O casal estava junto há um ano e, de acordo com a mãe dele, era querido por todos.

— Eu tinha ela como uma filha também, era supereducada e atenciosa — disse.

Na página do Facebook dos dois, mensagens como “Vão em paz” e “Descansem em paz” foram deixadas pelos amigos.

Segundo a DH, o casal foi executado quando Caio ia deixar Thaís em casa. Ela morava em Engenheiro Pedreira com a mãe.

— Estamos trabalhando com homicídio, já que o carro dele não foi levado — explicou o delegado João Valentim.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições