MENU

No Rio de Janeiro, trem descarrila e interrompe circulação

No Rio de Janeiro, trem descarrila e interrompe circulação

Atualizado: Quarta-feira, 22 Janeiro de 2014 as 6

trem no rio de janeiro
Um trem que seguia da Central do Brasil para Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, descarrilou na manhã desta quarta-feira (22) na altura da estação de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. A estação é uma das mais movimentadas administradas pela concessionária SuperVia, pois faz a integração com metrô e várias linhas de ônibus. Em função do problema, muitos passageiros caminhavam pela linha férrea por volta das 6h30, como mostrou o Bom Dia Rio. Até as 7h50, a situação persistia.
 
O problema afetou a rede elétrica sobre a estação de trens e interrompeu a circulação dos vagões. Segundo a SuperVia, às 7h50 nenhuma composição chegava até a Central do Brasil. A circulação nos ramais Saracuruna e Belford Roxo ocorria entre as estações-terminais e a estação Triagem. Além disso, os trens dos ramais Deodoro, Japeri e Santa Cruz circulavam dessas estações apenas até a parada Engenho de Dentro.
 
De acordo com a SuperVia, o problema ocorreu às 5h15 desta quarta-feira e, devido a ocorrência, que comprometeu a rede elétrica no trecho entre Mangueira e Central do Brasil, os ramais passaram a operar com algumas alterações. Ainda de acordo com a concessionária, não houve registro de feridos. Técnicos da SuperVia foram imediatamente acionados e chegaram ao local para fazer os reparos necessários e normalizar a operação. A empresa informou que os passageiros estão sendo avisados sobre as condições de circulação pelo sistema de áudio dos trens e das estações.
 
Por volta das 8h30, o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, esteve na estação de São Cristóvão para conversar com representantes da SuperVia, mas não falou com a imprensa sobre o problema ocorrido. Passageiros que aguardavam na fila de reembolso vaiaram o secretário e gritaram: "Estamos há mais de uma hora nessa fila, queremos nosso dinheiro", diziam eles.
 
Reforço em outros transportes e segurança
A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) convocou as concessionárias de transportes públicos a colocarem 100% da frota nas ruas nesta quarta-feira. Além disso, a pasta montou uma operação emergencial para atender os passageiros que descem nas estações São Francisco Xavier e Triagem, no Subúrbio do Rio. Para a estação de São Francisco Xavier, estão sendo deslocados ônibus das linhas 455 e 474. Para a estação de Triagem, a secretaria está enviando coletivos das linhas 460, 461, 462 e 463. Os ônibus levarão os passageiros para o Centro da cidade.
 
O Metrô Rio também anunciou que vai aumentar o número de bilhetes e fazer intervalos menores entre os trens. O reforço na venda de bilhetes será feito na linha 2 para atender ao aumento da demanda de quem faz o trajeto Subúrbio-Centro. Os intervalos entre as composições também foram reduzidos em 20 segundos: de 4 minutos e 30 segundos para 4 minutos e 10. Além disso, trens extras serão deslocados para pontos estratégicos como Triagem e Central do Brasil, que concentram maior movimentação nos horários de pico.
 
A SuperVia informou que reforçou as equipes de atendimento e de segurança nas estações, e "imediatamente" iniciou a distribuição de vale-viagem (que dá direito a uma viagem, para quem prefere seguir o caminho em vez de ter o dinheiro de volta), declaração de atraso (para ser entregue no trabalho dos usuários) e devolução em espécie do valor da passagem às pessoas prejudicadas que preferirem o estorno. Vários passageiros, entretanto, relataram encontrar dificuldade para obter informações.
 
Investigação
A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) comunicou que enviou técnicos ao local do incidente para realizar uma perícia e acompanhar o atendimento aos usuários. 
Segundo a agência, até as 8h não havia previsão sobre quando a circulação de trens voltaria ao normal. O órgão acrescentou, ainda, que deslocou uma equipe para o Centro de Controle Operacional da SuperVia para solicitar informações da concessionária sobre o ocorrido.
 

veja também