MENU

Nova ministra do Supremo toma posse na próxima segunda

Nova ministra do Supremo toma posse na próxima segunda

Atualizado: Sexta-feira, 16 Dezembro de 2011 as 2:06

A nova ministra do STF Rosa Maia Weber Candiota

em sabatina no Senado (Foto: Antônio Cruz/ABr) O Supremo Tribunal Federal (STF) informou nesta sexta-feira (16) que a nova ministra da Corte Rosa Maria Weber tomará posse em cerimônia na próxima segunda-feira (19), às 10h. A nomeação da nova integrante da Corte foi assinada pela presidente Dilma Rousseff na noite desta quinta (15).

De acordo com a assessoria do STF, serão enviados 2 mil convites para a posse. Após a cerimônia formal no plenário do Supremo, a Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) vão oferecer um coquetel aos convidados.

Rosa Maria Weber é a segunda integrante do STF a ser indicada por Dilma Rousseff. Em março, deste ano, tomou posse o ministro Luiz Fux, sob indicação da presidente. A nova ministra assume a vaga deixada por Ellen Gracie, que se aposentou em agosto.

Ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TST), Rosa Maria foi indicada no dia 7 de novembro e depois passou por sabatinada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Na ocasião, disse que "a atuação do Judiciário não substitui a política", ao responder sobre a chamada judicialização da política, quando o Judiciário preenche lacunas da lei por meio de decisões judiciais.

A aprovação do nome de Rosa Weber em plenário ocorreu no último dia 13 de dezembro, por 57 votos a favor e 14 contra. Ex-ministra do TST

A gaúcha Rosa Maria Weber Candiota da Rosa assumiu o cargo de ministra do TST em 21 de fevereiro de 2006. Ela ingressou na magistratura trabalhista em 1976, como juíza substituta no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (Rio Grande do Sul). Em 1981, foi promovida ao cargo de juíza-presidente, que exerceu sucessivamente nas Juntas de Conciliação e Julgamento de Ijuí, Santa Maria, Vacaria, Lajeado, Canoas e Porto Alegre.

Em 1991, chegou ao cargo de juíza do TRT, tribunal que presidiu no biênio 2001-2003, após ter sido corregedora regional. Foi professora da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), no curso de graduação em Ciências Jurídicas e Sociais, entre 1989 e 1990, nas disciplinas de Direito do Trabalho e Processo do Trabalho. Rosa Candiota foi convidada a atuar no TST em maio de 2004 e se tornou ministra dois anos depois.        

veja também