MENU

"Nunca tocamos tão bem quanto nesta turnê", diz vocalista do Rush

"Nunca tocamos tão bem quanto nesta turnê", diz vocalista do Rush

Atualizado: Quinta-feira, 23 Setembro de 2010 as 10:26

O nome da turnê é apropriado. Em "Time Machine" (máquina do tempo), a banda canadense Rush mostra sucessos do passado, oferece duas novas músicas do disco que está por vir e satisfaz a plateia nas quase duas horas e meia presente no palco.

"Estávamos muito impacientes para esperar o lançamento de um álbum, então decidimos escrever e gravar rapidamente algumas canções para em seguida sair em turnê", disse o baixista, tecladista e vocalista Geddy Lee à Folha, pouco antes de se apresentar para 16 mil pessoas no sábado à noite.

Famosa por criar histórias para cada um de seus álbuns, a banda tenta se ajustar aos tempos digitais. "É difícil pensar em criar apenas algumas canções de cada vez, mas estamos começando a perder a fé no conceito de um álbum", revela o vocalista, de forma pouco animada.

"De todo modo, temos um disco para fazer e vamos fazê-lo", prossegue Lee, referindo-se a "Clockwork Angels", que sair em 2011.

Dos tempos em que discos eram formato consagrado, o Rush traz para a atual turnê, que vem ao Brasil em outubro, a execução na íntegra do álbum "Moving Pictures", de 1981, com hits como "Tom Sawyer" e "Limelight".

Lee exalta o momento que vive com os companheiros, Alex Lifeson (guitarra) e Neil Peart (bateria): "Não acho que já tenhamos tocado tão bem quanto nesta turnê. Estamos funcionando realmente muito bem".

VIAGEM NO TEMPO

Os três músicos, além de se destacarem pela execução precisa das canções, de alto nível técnico, tanto as mais progressivas quanto as mais pesadas, também demonstram um lado descontraído na nova turnê.

Há esquetes gravadas para o show, em que encarnam personagens levados para o futuro em uma máquina do tempo. Ali, ouvem versões caricaturais de "Spirit of the Radio", música com que iniciam a apresentação.

Para entender o vídeo que encerra o show, os fãs devem antes assistir à comédia "Eu te Amo, Cara", em que Paul Rudd e Jason Segel interpretam fãs dos canadenses.

Se em questões de iluminação e vídeo a banda está no futuro, usando estrutura móvel de luzes (conhecida como "aranha" por seu formato) e câmeras de alta definição, ainda prefere o passado quando o tema é internet.

"Nem eu nem meus companheiros estamos nas redes sociais. Há muita coisa sendo dita publicamente hoje em dia. Não é necessariamente interessante ouvir tudo o que uma pessoa pensa 24 horas por dia", conta Lee.

O jornalista RODRIGO RUSSO viajou a convite da organização da turnê

RUSH

QUANDO: dia 8/10, em SP, e 10/10 no Rio

ONDE: Estádio do Morumbi, em SP (pça. Roberto Gomes Pedrosa, nº 1; tel. 4003-5588), e praça da Apoteose, no Rio (r. Marquês de Sapucaí, s/nº)

QUANTO: de R$ 80 a R$ 500 (SP) e de R$ 75 a R$ 500 (RJ)

CLASSIFICAÇÃO: 12 anos

veja também