MENU

OAB: manter Arruda preso é um marco contra a corrupção

OAB: manter Arruda preso é um marco contra a corrupção

Atualizado: Sexta-feira, 5 Março de 2010 as 12

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) chamou de "marco no combate à impunidade no Brasil" a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de manter preso o governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM, sem partido).

Em nota, o presidente da entidade, Ophir Cavalcante, afirmou que negar o habeas corpus a Arruda demonstra que todos estão sujeitos à mesma lei no país. "Absolutamente todos, estão sujeitos aos efeitos da lei penal: do cidadão mais humilde ao mais rico. Do eleitor até o eleito".

A decisão quase unânime, nove votos a um, mostra que o relator, ministro Marco Aurélio Mello, conseguiu convencer os demais ministros de que Arruda em liberdade pode atrapalhar as investigações do esquema de propina no qual ele se vê envolvido. O governador afastado foi preso com outros cinco por tentativa de suborno a testemunha da operação Caixa de Pandora. Ele nega todas as acusações.

Para a OAB, a decisão pode servir de exemplo para que outros políticos pautem sua atuação pela ética e respeito no trato da coisa pública.

veja também