MENU

Obama deixa Cidade de Deus e retorna para hotel em Copacabana

Obama deixa Cidade de Deus e retorna para hotel em Copacabana

Atualizado: Domingo, 20 Março de 2011 as 1:59

Após assistir a apresentação do grupo de capoeria e de samba na favela Cidade de Deus, na zona Oeste do Rio, o presidente americano Barack Obama seguiu com sua comitiva para o campo do Flamengo, na Gávea, e deve ir de carro para o hotel em que está hospedado em Copacabana, zona sul da cidade.

Acompanhado de sua mulher, Michelle Obama, e de suas duas filhas --Sasha e Maliana--, Obama ficou por 30 mintuos na favela Cidade de Deus para acompanhar uma apresentação de um grupo de crianças --entre 6 e 15 anos-- de capoeira e de samba no prédio da FIA (Fundação para a Infância e a Adolescência).

Na saída, Obama parou alguns minutos antes de entrar no carro e acenou para o público que estava presente. Durante o trajeto, um radialista comunitário, Roberto Cavalcanti, 38, triblou o forte esquema de segurança para lançar sua camisa da seleção brasileira sobre o carro do presidente americano. "Tive essa idéia na hora. Ele olhou para mim e acenou. Então, eu joguei a camisa para ele. Espero que ele goste".

Na porta um grupo de policias militares e de bombeiros manifestaram contra os baixos salários recebidos. Segundo eles, a presidente Dilma Rousseff não quer valorizar os policiais e os bombeiros. Eles usavam cartazes com os dizeres: "Os policiais e os bombeiros do Rio de Janiero têm o pior salário do Brasil.

DISCURSO

O presidente americano deve se reunir com autoridades do Estado em almoço e depois seguir para o seu discurso no Theatro Municipal, que está previsto para as 15h.

O último compromisso da comitiva será um encontro com Daniel Martinelli, 21, grafiteiro da Cufa (Central Única das Favelas). Quinze painéis do artista de rua estão expostos.

O Serviço Secreto Americano proibiu que as pessoas presentes atualizem Twitter e Facebook durante a visita.

A comitiva presidencial americana deixará o Rio na manhã de segunda-feira, rumo ao Chile. Em seu giro pela América Latina, Obama também visitará El Salvador.

Por Felipe Caruso

veja também