Onze presos do Rio que saíram no Natal não retornaram, diz Seap

Onze presos do Rio que saíram no Natal não retornaram, diz Seap

Atualizado: Quinta-feira, 6 Janeiro de 2011 as 3:26

No fim de 2010, quase mil detentos do sistema penitenciário do estado do Rio de Janeiro receberam o benefício da Visita Periódica ao Lar, que é concedido no período do Natal. Ao todo, 984 presos foram contemplados com o benefício pela Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. De acordo com a Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap), do total, onze detentos não retornaram às penitenciárias e, agora, são considerados evadidos, ou seja, tiveram direito ao benefício e não retornaram.

Segundo a Seap, todos os presos que receberam o direito da Visita Periódica ao Lar utilizaram o benefício. Eles deixaram a prisão no dia 23 de dezembro e tinham que retornar no dia 26. Os onze detentos que não retornaram para cumprir pena representam pouco mais de 1% do total de beneficiados.

Por medida de segurança, a Seap não informou os nomes dos onze presos que não retornaram às penitenciárias.

Regime semiaberto

Em outros tipos de benefício, como no caso do regime semiaberto, também há problemas.

Um dos casos mais notórios é do traficante Elizeu Felício de Souza, o “Zeu". Condenado a 23 anos e 6 meses de prisão por participação no assassinato do jornalista Tim Lopes, em 2002, Zeu cumpriu apenas 5 anos e 25 dias, menos de um quatro da pena. Ele conseguiu o direito ao regime semiaberto em 2007 e, no primeiro dia que saiu da penitenciária, não voltou mais.

O criminoso foi recapturado no dia 28 de novembro, durante a ocupação no Conjunto de Favelas do Alemão por forças policiais e militares.

veja também