MENU

Operação apreende medicamentos desviados da rede pública de SP

Operação apreende medicamentos desviados da rede pública de SP

Atualizado: Segunda-feira, 15 Agosto de 2011 as 11:13

Uma operação coordenada pela Corregedoria Geral da Administração (CGA) em conjunto com a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo apreendeu 61 caixas de remédios, avaliadas em mais de R$ 200 mil, na capital e em Brasília, nas duas primeiras semanas de agosto. Os medicamentos, usados no tratamento de câncer e de pacientes transplantados, eram desviados da Secretaria Estadual da Saúde por uma organização criminosa.

A operação, que durou um mês, identificou o desvio e a comercialização de medicamentos de alto custo da rede pública paulista para hospitais particulares do Brasil. Uma distribuidora de remédios, localizada em São Caetano do Sul, no ABC, foi interditada. As investigações também apontaram que os hospitais adquiriam os medicamentos por meio de um site de compras médicas.

O preço de cada caixa de medicamento apreendida pode variar, em média, de R$ 300 a R$ 9 mil. Entre remédios estão Avastin, Mabthera e Terlipressina.

A operação continua. Até esta segunda-feira (15) ninguém havia sido preso. Os nomes dos hospitais públicos e privados não foram divulgados para que as investigações não sejam prejudicadas.

Esta é a segunda operação coordenada pela Corregedoria Geral da Administração em conjunto com a Secretaria Estadual da Saúde em 2011 para combater o desvio de medicamentos. Em março passado, foram apreendidas 30 caixas de remédios oncológicos avaliadas em R$ 160 mil na capital paulista, na Grande São Paulo e no Rio de Janeiro.            

veja também