MENU

Operação de combate ao crack na Glória termina com 21 recolhidos

Operação de combate ao crack na Glória termina com 21 recolhidos

Atualizado: Sexta-feira, 17 Junho de 2011 as 1:54

A polícia continua fechando o cerco contra as cracolândias no Rio. Na madrugada desta sexta-feira (17), uma nova operação, dessa vez na Glória, na Zona Sul, terminou com 15 adultos e seis menores foram recolhidos.

Esta foi a 14ª operação para recolher usuários de drogas em menos de três meses. Foram apreendidas 28 pedras de crack e 85 trouxinhas de maconha. Facas também foram recolhidas, o que reafirma que o vício é sustentado por pequenos furtos.

“Há casos de famílias que já estão na segunda, terceira geração de vício por drogas no caso o crack é uma droga muito nova, uma droga muito barata e muito acessível, tem um poder viciante seis vezes maior do que a própria cocaína, que é a sua matéria-prima. E há casos também de famílias que estão buscando o tratamento de seus filhos e eles não aceitam, fogem, furtam e roubam, agridem pai e mãe, porque eles buscam a droga à custa de qualquer coisa.”, disse a delegada da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Valéria Aragão.

Os menores recolhidos foram levados para abrigos e, de lá, só vão sair com alta médica. Desde o dia 30 de maio, por decisão da prefeitura e com aval da Justiça do Rio, crianças e adolescentes viciados em crack que forem pegos nas ruas terão que passar por tratamento contra a dependência química, mesmo que não queiram.

“Nós já percebemos em algumas cracolândias onde já fizemos ação uma redução substancial no número de crianças e adolescentes nesses lugares, ou seja, são lugares onde a gente voltava e encontrava as mesmas crianças, os mesmos adolescentes. Agora não encontramos mais, porque eles estão internados, sendo tratados”, afirmou o secretário de Assistência Social, Rodrigo Bethlem.     Em Madureira, 90 recolhidos

Na quarta-feira (15), a 13ª operação para recolhimento de usuários de crack , que aconteceu em Madureira, no subúrbio do Rio, recolheu 84 adultos e seis crianças e adolescentes. Entre os recolhidos estavam duas mulheres grávidas.

A operação também se estendeu pelo entorno do Mercadão de Madureira e às imediações da linha férrea perto do Morro São João da Pedra.          

veja também