MENU

Operações contra tráfico internacional de drogas prendem 57 pessoas

Operações contra tráfico internacional de drogas prendem 57 pessoas

Atualizado: Quarta-feira, 28 Outubro de 2009 as 12

Duas operações da PF (Polícia Federal) realizadas nesta quarta-feira (28) prenderam um total de 57 pessoas e localizaram dinheiro, carros e drogas produtos de ações de tráfico internacional de drogas, segundo as investigações.

A operação Pérola teve como sede a delegacia da PF em Goiânia (GO). A assessora de imprensa Ana Paula informou que foram presas 22 pessoas. Ela disse que a Pérola é resultado de três anos de investigações e está sendo realizada nos Estados de Goiás, Minas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e no Distrito Federal.

Em nota a Polícia Federal informou que a ligação de criminosos brasileiros é com traficantes sediados em Suriname, país da América do Sul. A nota oficial constante no site da Polícia Federal dava conta de que seriam cumpridos nesta quarta-feira 44 mandados de prisão e 40 de busca e apreensão. Ana Paula informou que o número está errado mas não soube precisar quantos mandados de fato serão cumpridos. Ela disse por volta das 13h20 que estava almoçando e não tinha como dar mais detalhes.

A outra operação, denominada Triângulo Mineiro e sediada em Uberlândia (MG), prendeu 37 pessoas, segundo o delegado Flávio Albergaria. Nesta ação foram expedidos 44 mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão. Ela é realizada nos mesmos Estados (cinco) da operação Pérola (Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Bahia).

Albergaria disse que foram localizados R$ 100 mil em dinheiro, R$ 400 mil em cheques, dez veículos (entre carros e motos) e documentos diversos.

A ação dos criminosos era realizada na tríplice fronteira de Paraguai, Bolívia e Colômbia. A droga, cocaína, era distribuída em 15 cidades dos cinco Estados. As investigações tiveram início em dezembro de 2008 após a prisão, em Uberlândia, de um homem com 89 kg de cocaína e 20 kg de maconha, além de carros de luxo.

veja também