MENU

Oposição aceita desobstruir votações na Câmara em troca de proposta do governo

Oposição aceita desobstruir votações na Câmara em troca de proposta do governo

Atualizado: Quinta-feira, 3 Julho de 2008 as 12

Oposição aceita desobstruir votações na Câmara em troca de proposta do governo

A oposição decidiu desobstruir as votações no Plenário da Câmara dos deputados e em contrapartida espera que o governo apresente uma pauta de projetos para ser apreciada até as eleições. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira, 2 de julho, durante reunião de líderes, de acordo com o deputado José Aníbal (SP), líder do PSDB na Câmara.

"Vamos nos posicionar de acordo com a proposta deles [governistas]. Houve resistência no primeiro momento, mas perceberam que a nossa posição era definitiva."

Ele espera que haja credibilidade nas propostas dos partidos do governo, fazendo referência ao episódio da regulamentação da Emenda 29. Segundo o deputado, foi feito um acordo para votação da proposta e o governo acabou incluindo no texto a Contribuição Social para a Saúde (CSS).

"Queremos construir um acordo no parlamento para retomarmos as votações de matérias relevantes para a sociedade". Há, porém, quatro MPs trancando a pauta na Câmara.

Num encontro, após a reunião de líderes, os governistas formularam uma pauta em resposta ao pedido da oposição. O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), disse que entre os 20 projetos da pauta governista está o que trata do sistema de cotas sociais em universidades públicas (Cota Solidária) e a proposta de licença gestante de seis meses.

Essa pauta deverá ser apresentada aos líderes da oposição numa nova reunião no gabinete do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia.

Postado por: Claudia Moraes

veja também